Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/04/17 às 18h48 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Aberta consulta sobre plano de enfrentamento de doenças crônicas

COMPARTILHAR

Meta é reduzir mortalidade prematura

BRASÍLIA (10/4/17) – A Secretaria de Saúde abriu nesta segunda-feira (10) a consulta pública para o Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Distrito Federal, que terá validade até 2022. O objetivo é ampliar o debate sobre o tema, considerado de extrema relevância para a saúde pública, já que as Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) são as principais causas de morte no Distrito Federal, responsáveis por mais de 55% dos óbitos.

De acordo com a Gerência de Doenças e Agravos Não Transmissíveis da Secretaria de Saúde, em 2012, 42% das mortes no mundo eram preveníveis, ou seja, 16 milhões de vidas foram perdidas de forma precoce. Por isso, a principal meta principal é a redução da mortalidade prematura por tais doenças, entre elas, patologias cardiovasculares e do aparelho respiratório, canceres e diabetes.

O documento inicial foi elaborado de forma participativa, com o maior número de setores estratégicos tanto da Secretaria de Saúde, quanto de instituições de pesquisa e do Conselho de Saúde do DF. Nessa segunda etapa, espera-se contar com as contribuições de outros atores, igualmente importantes para o processo de enfrentamento das DCNT, para que se tenha como produto final um plano sólido, altamente qualificado, efetivo e exequível.

PARTICIPE!- Podem cooperar na construção da proposta cidadãos, organizações governamentais e não governamentais, instituições de ensino e pesquisa, sociedades científicas, conselhos de classe, além de outros segmentos da sociedade civil. As contribuições, sugestões e críticas, poderão ser feitas até 21 de abril, pelo e-mail consultaplanoDCNT@gmail.com. Dúvidas podem ser esclarecidas pelo mesmo endereço eletrônico.

CLIQUE AQUI E CONFIRA AQUI O TEXTO COMPLETO DO PLANO.