Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/03/16 às 13h38 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Acumuladores são alvo de nova ação contra a dengue

COMPARTILHAR

Nesta quarta-feira (16), equipes farão conscientização dos donos de sete imóveis no Gama para recolher os resíduos

BRASÍLIA (16/3/16) – Os donos de imóveis com perfil de acumuladores, ou seja, que armazenam grande quantidade de inservíveis em casa, são alvo, novamente, de uma ação contra a dengue, no Gama. Até às 17h desta quarta-feira (16), eles serão conscientizados sobre a importância da retirada de materiais que, posteriormente, serão recolhidos pelo Serviço de Limpeza Urbana (SLU). A expectativa é de que a equipe visite sete imóveis, nas quadras 4, 6, 8, 11, 12 e 29, todos no Setor Leste.

“No início desta semana, fizemos o mapeamento das casas. Não é fácil fazer esse tipo de trabalho, porque muitos dos acumuladores têm dificuldade em aceitar essa ação, que é de grande impacto”, avaliou o chefe do Núcleo de Vigilância Ambiental do Gama, Edson Alves da Rocha, ao citar que os acumuladores armazenam itens como sacolas, recipientes velhos, garrafas e outros resíduos propícios a manter água parada.

O chefe lembra que essa conscientização de acumuladores na região administrativa começou em fevereiro. O trabalho já resultou na retirada de mais de seis caminhões de resíduos em imóveis localizados nas quadras 3, 4, 9, 13, 31 e 33 no Setor Sul. 

“Na casa da Quadra 3, onde morava uma senhora sozinha, foi onde encontramos o maior número de recipientes com água parada. Havia diversos focos de Aedes aegypti e, devido a estrutura da casa estar comprometida com risco de desabamento, tivemos ainda que emitir um termo para interdição”, relatou o chefe da Vigilância Ambiental, ao afirmar que o problema com a residência é antigo. Em 2011, em uma ação foram retirados três caminhões de entulho dessa residência.

Na ação desta quarta-feira estarão presentes agentes da Vigilância Ambiental e Sanitária, Agência de Fiscalização (Agefis), Serviço de Limpeza Urbana (SLU), Administração Regional, Diretoria de Atenção Primária (Diraps), Equipe Estratégia da Família (ESF) dos centros de saúde 2 e 3, Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Conselho de Saúde.