Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/02/18 às 17h39 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Adolescentro recebe feira de orquídeas

COMPARTILHAR

Mudas da espécie são plantadas na unidade

BRASÍLIA (7/2/18) – A entrada do Adolescentro, unidade da rede pública de saúde responsável pelo atendimento ambulatorial de jovens, apresentou aroma e colorido especiais na manhã desta quarta-feira (7): orquídeas amarelas, brancas e roxas ornamentavam o local.

A iniciativa faz parte do projeto Saúde mais florida, que incentiva o plantio da espécie para melhorar a qualidade do ambiente nas unidades públicas de saúde do Distrito Federal.
A proposta do projeto é vender mudas de orquídeas por um preço abaixo do mercado: R$ 15 e R$ 25. A cada duas mudas comercializadas, uma é doada para a unidade participante do projeto.

No Adolescentro, a primeira muda foi plantada pela servidora Maria José Pereira Borda. Aposentada há seis anos, ela, durante mais de três décadas, cultivou praticamente todas as árvores que hoje fazem sombra no jardim da unidade. “Fico muito feliz por ter sido convidada para participar desse plantio. As plantas são benéficas e tornam o lugar muito mais colorido e alegre”, disse.

foto baixa 3  orquideas adolescentro

A segunda muda foi afixada em uma árvore pelo paciente da unidade Kaio Marssal, 15 anos. “Nunca vi uma iniciativa como essa. O ambiente fica muito mais bonito”, elogiou. “A intenção é melhorar o ambiente e o visual, para acolher o paciente”, completou a superintendente da Região de Saúde Centro-Sul, Moema Campos.

A feira de orquídeas funcionará até 17h de hoje no Adolescentro, terceira unidade localizada na Região de Saúde Centro-Sul, que engloba Asa Sul, Candangolândia, Guará, Núcleo Bandeirante, Park Way, Lago Sul e Riacho Fundo I e II, a receber a iniciativa do orquidófilo João Bosco.

Idealizador do Brasília: capital das orquídeas, João faz a doação das mudas plantas nas unidades e utiliza o valor arrecadado com as vendas para manter o projeto.

Ele explicou que as orquídeas podem ser plantadas em vasos, onde devem ser molhadas a cada 15 dias. “Quando afixadas em árvores não é necessário tantos cuidados. A planta consegue obter nutrientes e umidade necessários para sobreviver”, disse.

Na quinta-feira (8), a feira será realizada na sede da Secretaria de Saúde, das 8h às 17h. 

Confira a galeria de fotos