Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/05/20 às 12h57 - Atualizado em 1/06/20 às 12h08

Atendimento da dengue no HRG será redirecionado para as UBSs da região

COMPARTILHAR

A partir de segunda-feira (1º/6), população deve procurar as unidades próximas de suas residências

 

LEANDRO CIPRIANO, DA AGÊNCIA SAÚDE

 

Foto: Breno Esaki/Agência Saúde

Devido à baixa procura da população, a tenda de acolhimento da dengue montada no estacionamento do Hospital Regional do Gama (HRG) será desativada a partir da próxima segunda-feira (1º/6). O mesmo serviço vai ser disponibilizado ao público nas unidades básicas de saúde (UBSs) da região

 

A Região de Saúde Sul já conta com o reforço de 52 novos profissionais de saúde, recém-lotados no Gama e em Santa Maria, que reforçaram as equipes de saúde da família e os atendimentos. Ao todo, são sete enfermeiros, 20 médicos de Família e Comunidade e 25 agentes comunitários de saúde (ACS).

 

De acordo com a diretora de Atenção Primária da Região de Saúde Sul, Regiane Martins, as UBSs estão preparadas para fazer o atendimento específico aos pacientes com suspeita dengue, além do acolhimento de casos suspeitos da Covid-19. A gestora destaca, ainda, que com a desativação da tenda no HRG, será possível otimizar os recursos humanos e materiais, como os equipamentos de proteção individual (EPIs).

 

“Lembrando que não estamos fechando nenhum serviço, porque ele continua nas UBS. Estamos apenas direcionando o atendimento para as unidades básicas de saúde que já estão preparadas para receber e atender à demanda dos pacientes”, informou a diretora.

 

Para garantir a agilidade do serviço, a Diretoria Administrativa da Região de Saúde Sul disponibilizou uma logística de transporte que possibilitará que as coletas dos exames laboratoriais nas UBSs sejam levadas para o laboratório do HRG. Será mantido, então, a assistência e resolutividade.

 

Enquanto isso, nesse primeiro momento, uma equipe de profissionais será destacada para o estacionamento onde ficava a tenda, para informar o público sobre a desativação do espaço e direcionar os pacientes para a unidade básica de saúde mais próxima da sua residência.

 

Conforme os dados apresentados pela Diretoria de Atenção Primária da Região de Saúde Sul, a média de casos confirmados de dengue na tenda era de 15 pacientes por dia.

Leia também...