Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/01/19 às 14h57 - Atualizado em 10/01/19 às 16h04

Bancos de leite ainda precisam de novas doadoras

COMPARTILHAR

 

 Foto: Pedro Ventura/Arquivo Agência Brasília

 

Com estoques baixos, a rede de Bancos de Leite Humano do Distrito Federal recebeu, nas últimas 24 horas, 18 novas doadoras. Apesar de o quantitativo refletir um avanço, a Secretaria de Saúde alerta para a necessidade de ampliação da coleta de leite para conseguir atender toda a demanda, que é de, aproximadamente, 250 recém-nascidos por dia.

 

“As novas doadoras representam um alento para as mães que estão com os seus bebês internados nas unidades neonatais e necessitam de apoio para fornecer o melhor alimento às suas crianças. Doar leite materno é doar vida”, frisou a coordenadora de Aleitamento Materno e Banco de Leite Humano da Secretaria de Saúde, Miriam Santos.

 

A busca por novas doadoras se deve à queda que ocorre, naturalmente, nos estoques no período de férias. De acordo com a gestora, o declínio da captação do leite materno chega a 25%.

 

Toda mulher que estiver amamentando seu bebê e que decida ser voluntária pode fazer doações aos bancos de leite. Para isto, basta ligar na central telefônica 160, opção 4, ou se inscrever pelo site ou aplicativo Amamenta Brasília.

 

A coleta do alimento é feita pelo Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal e todas as orientações são repassadas pelos servidores da Secretaria de Saúde. Um pote de 300 ml é suficiente para saciar, em um único dia, até 10 recém-nascidos.

 

  Foto: André Borges/Arquivo Agência Brasília

 

Fábio Magalhães, da Agência Saúde