Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
30/10/13 às 18h15 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Carreta da Mulher fica na Candangolândia até o dia 8

COMPARTILHAR

Exames diminuem fila de espera no centro de saúde


A Carreta da Mulher da Secretaria de Saúde voltou à Regional de Saúde do Núcleo Bandeirante e cidades vizinhas. Até o dia 8 de novembro a unidade ficará estacionada em frente ao Centro de Saúde 1 da Candangolândia, oferecendo exames de mamografia, prevenção do câncer e ecografias de vários tipos.

São realizados 150 exames por dia, das 8h às 12h e das 13h às 17h, direcionados às moradoras da cidade e às mulheres que estavam em fila de espera no Centro de Saúde.

Segundo a gerente Débora Matos, a ida da carreta à Candangolândia é muito importante porque permite a realização de exames de mulheres que aguardavam uma oportunidade para atendimento.

“Com a carreta, nossa expectativa é zerar a fila de espera. Além disso, destinamos um médico ginecologista unicamente para consultar essas pacientes que já saem com o resultado em mãos. Na mesma hora elas ficam sabendo qual o tratamento que deverá ser seguido e como deverá ser feito”, revela.

Daniele Lourenço mora na quadra 5 e fez uma ecografia gestacional. Aos quatro meses de gravidez, gostou muito de ter feito o exame sem precisar gastar. “Quando soube que a carreta viria para cá, resolvi esperar para fazer minha ecografia aqui mesmo no centro de saúde”, explicou.

Outra paciente beneficiada foi Daniela Galdino, que mora no Núcleo Bandeirante e procurou a carreta na Candangolândia porque estava viajando quando a unidade esteve em sua cidade. “Foi muito bom eu ter vindo aqui, valeu muito a pena porque fiz a mamografia e uma ecografia ginecológica”, acrescentou a paciente, que aguardou aproximadamente um mês pelos dois exames.

Documentos necessários para o exame:
Identidade
CPF
Comprovante de residência com CEP
Cartão do SUS (quem não tem pode fazer na hora)
Número de telefone para contato
Pedido médico para ecografias ou mulheres com menos de 40 anos para mamografias

Arielce Haine