Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/10/15 às 21h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h13

Casos menos graves serão encaminhados do HRC para centros de saúde

COMPARTILHAR

Medida visa desafogar o pronto socorro da unidade

BRASÍLIA (5/10/15) – A partir desta terça-feira (6), pacientes classificados como verdes ou azuis, que indicam pouca ou nenhuma gravidade, da clínica médica do pronto-socorro adulto do Hospital Regional de Ceilândia (HRC) serão levados para as unidades básicas de referência de acordo com o endereço de residência.

Um ônibus fará o transporte destes pacientes para os 11 centros de saúde de Ceilândia, de manhã e à tarde. Pacientes que não residem na regional serão orientados a procurar uma unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Cerca de 50% dos usuários que procuram o pronto socorro da unidade são classificados como verdes e azuis. Segundo o diretor do HRC, Marco Aurélio Brasil, principalmente, porque o pronto-socorro é um local para atendimento de urgências.

TAGUATINGA – Medida semelhante já é adotada em Taguatinga desde abril deste ano. Cerca de 100 pacientes são encaminhados diariamente para cinco centros de saúde, sendo 50 pela manhã e outros 50 à tarde.

Pacientes classificados como verdes ou azuis no Hospital Regional da Asa Norte (Hran) também são transportados para atendimento no Centro de Saúde nº 12, que teve seu horário de funcionamento expandido até as 22h. De acordo com a direção da unidade, essa é uma prática de rotina adotada com o objetivo de desafogar o pronto-socorro do hospital.