Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
19/01/18 às 15h23 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Centro de Referência de Imunobiológicos no HRT muda para Samambaia

COMPARTILHAR

Remanejamento será nesta segunda-feira (22)

BRASÍLIA (19/1/2018) – O atendimento realizado pelo Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais (Crie) do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) será remanejado, temporariamente, para o anexo do Hospital Regional de Samambaia (HRSam), a partir dessa segunda-feira (22).

A mudança é motivada pela reforma que será executada nas redes hidráulica e sanitária do local. A previsão inicial é que as obras de melhoria na infraestrutura durem 30 dias, prazo que pode ser prorrogado.

Enquanto durar a obra, uma equipe de profissionais do Crie que atua no HRT será redirecionada ao HRSam para atender aos pacientes da Região Sudoeste – moradores de Taguatinga, Samambaia, Recanto das Emas e Vicente Pires – que precisam de vacinas especiais.

“Vamos manter a mesma estrutura adequada de atendimento que era prestada em Taguatinga”, informou a chefe do Núcleo Hospitalar de Epidemiologia do HRT, Maísa Brito de Melo.

O Centro de Referência realiza a vacinação em pacientes que apresentam um quadro clínico específico, isto é, o indivíduo que, por suscetibilidade aumentada às doenças ou risco de complicações, necessita receber imunização especial.

USUÁRIOS – Entre os usuários do Crie estão pacientes com Síndrome de Down, crianças imunodeprimidas (com deficiência imunológica congênita ou adquirida), prematuros extremos, transplantados, pessoas com hepatopatias crônicas, cardiopatia, neuropatia, portadores de HIV, entre outros.

As vacinas são BCG + hepatite B, meningocócica, febre amarela, tríplice bacteriana, poliomielite, tetra viral, poliomielite, rotavírus humano, penta (DTP/Hib/Hep.B), hepatite B, hepatite A, Influenza + pneumocócica 23 valente.

CENTROS – Os Cries funcionam nos hospitais Materno Infantil de Brasília e regionais da Asa Norte, Ceilândia, Sobradinho, e, agora, provisoriamente, Samambaia. Para ser atendido, o paciente deverá procurar o serviço, de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30. É necessário agendar o dia para ser vacinado.

É importante levar o cartão de vacina e o relatório médico, para comprovação da doença. O atendimento diário é de 20 a 30 pessoas, em média, em cada unidade.