Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/06/18 às 19h15 - Atualizado em 19/06/18 às 18h01

Concurso da Saúde reúne mais de 12,8 mil candidatos

COMPARTILHAR

Um total de 12.818 candidatos fez, neste domingo (10), as provas do concurso da Secretaria de Saúde, aplicadas pelo Instituto Americano de Desenvolvimento (Iades), para 72 vagas de nível superior, em 11 especialidades, e 20 de nível médio, para técnicos de laboratório e contabilidade.

 

Conforme o levantamento da banca examinadora, foram 3.649 abstenções entre os 14.451 inscritos para as provas de nível superior, o que representou 25,25% de ausências.

 

Já para o nível médio foram 840 abstenções entre 2.856 inscritos, o que totalizou 29,41% de faltas.

 

De acordo com o gerente de Planejamento, Seleção e Provimento da Saúde, Alysson Cavalcante, a previsão é que o resultado final do concurso seja homologado em meados de julho.

 

“Contudo, é provável que a nomeação ocorra só a partir de janeiro do ano que vem”, comentou.

 

As vagas para técnicos de laboratório e contabilidade estão previstas no edital 5 da Secretaria de Saúde, com remuneração de R$ 1.735 para 20 horas semanais.

 

Já a chamada pública de número 7 destina-se a selecionar os candidatos para as 72 vagas de nível superior, em cargos de especialista em saúde, entre eles, administrador, analista de sistemas e contador. O salário é de R$ 3.055 para 20 horas semanais.

 

Todas as vagas são de provimento imediato e formação de cadastro de reserva.

 

Confira a quantidade de inscritos, presentes e ausentes em todos os cargos.

 

OUTRAS PROVAS – Atualmente, falta aplicar a última prova deste mês da Secretaria de Saúde, no dia 17 de junho, para o preenchimento de 30 vagas para enfermagem.

 

No início do mês foram aplicadas pelo Iades as provas para 294 vagas de médico, em 24 especialidades. Ao todo, foram 3.098 inscritos no processo.

 

O resultado final desse concurso tem previsão de ser homologado antes do início do período eleitoral, possivelmente em 6 de julho.

 

TEXTO: Leandro Cipriano, da Agência Saúde