Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/05/13 às 20h00 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Mitos que prejudicam a amamentação

COMPARTILHAR

SES orienta mães na gravidez e após o nascimento do bebê

Foto: Renato Araújo

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) conta com 10 Bancos de Leite Humano (BLH) e dois postos de coleta com profissionais capacitados para apoiar as mulheres e incentivar o aleitamento materno durante e após o pré-natal.

Muitas mães têm duvidas sobre amamentação. Numa breve entrevista, a coordenadora de Aleitamento Materno e dos Bancos de Leite Humano da SES/DF, Miriam Oliveira dos Santos, esclarece alguns mitos criados.

Ascom/SES – O silicone e a mamoplastia redutora podem interferir na amamentação?

Miriam Santos – O implante do silicone e a mamoplastia redutora graças as técnicas utilizadas atualmente, não interferem na amamentação porque preservam as estruturas das mamas e mamilos. Não interferem, portanto, na produção e liberação do leite materno. A mulher deve conversar com o profissional de saúde sobre suas dúvidas e opções de técnicas cirúrgicas para que não haja dificuldades na amamentação.

Ascom/SES – As mães podem congelar o leite materno e dar depois para o bebê?

Miriam Santos – Sim. A mãe pode extrair o leite materno, colocar no vidro com tampa de plástico e armazenar no freezer ou no congelador da geladeira por até 15 dias. O leite deve ser descongelado em banho-maria e oferecido ao bebê no copo, em caso da ausência da mãe. No site da SES/DF, existe toda a técnica de como fazer a extração, conservação e ordenha.

Ascom/SES/DF – Uso de mamadeira e chupeta podem influenciar na amamentação?

Miriam Santos – A criança que usa chupeta ou mamadeira tem maior risco de rejeitar o seio e abandoná-lo. Isso ocorre devido a confusão de bicos, principalmente o artificial, quanto pelo fato de a musculatura do bebê perder a tonicidade e postura bem como pela diminuição da produção de leite e frequência de amamentação.

Ascom/SES – O estresse faz o leite secar?

Miriam Santos – O aleitamento materno depende da liberação de hormônios particularmente o que promove a ejeção do leite – oxitocina – que sofre influência de fatores emocionais. O estresse, dor, preocupações e dúvidas podem inibir a ejeção do leite materno. Por isso é importante que as mães tenham apoio, segurança e tranquilidade no período da amamentação.

Ascom/SES – Seios pequenos produzem menos leite?

Miriam Santos – O tamanho da mama não está relacionado à produção de leite materno. Toda mulher, se apoiada, terá condição de amamentar.

Ascom – O seio da mulher cai quando ela amamenta?

Miriam Santos – Não. O aumento do peso da mama ocorre durante a gravidez e a mulher deve melhorar a sustentação dos seios neste período.

Ascom – A mulher que está amamentando pode engravidar?

Miriam Santos – Se a criança estiver em aleitamento materno exclusivo (dia e noite), a mulher em amenorreia (sem menstruação) e o bebê com menos de seis meses a mulher pode ter uma proteção de 98% como contraconceptivos, desde que, a criança não esteja usando bico, chupeta ou mamadeira.

Ascom – Mulheres com mamilo plano ou invertido conseguem amamentar?

Miriam Santos – O formato e o tamanho dos mamilos podem ser uma preocupação para as gestantes e as mulheres que estão amamentando. Existe muita desinformação a respeito. O importante é estimular a criança que não suga o mamilo. A boa pegada ocorre quando o bebê pega boa parte da aureola (parte escura do seio). As mulheres necessitam de orientação e apoio para amamentar seus filhos.

Ascom/SES – Amamentar machuca o mamilo? O que as mulheres devem fazer para evitar?

Miriam Santos – A amamentação não deve ser dolorosa e nem promover lesão nos mamilos. A causa mais comum para as dores é a amamentação incorreta. É importante a correção da pegada para evitar lesões mamilares.

Dicas de amamentação:
1- Toda mulher deve ser incentivada a fazer o pré-natal;
2 – Contato pele a pele precoce na sala de parto;
3 – Primeira mamada ainda na sala de parto;
4 – Alojamento conjunto na maternidade – Mãe e bebê sempre juntos;
5 – Orientação sobre pega e posição durante a amamentação;
6 – Livre demanda – o bebê mama quando e o quanto quiser

Júlio Duarte

Leia também...