Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
2/07/21 às 11h15 - Atualizado em 2/07/21 às 16h48

CTA fez cerca de 3,4 mil atendimentos de janeiro a maio

COMPARTILHAR

Unidade localizada no mezanino da Rodoviária do Plano Piloto oferece testagem de ISTs e distribuição de preservativos

 

ADRIANA SILVA, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

Em cinco meses, o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) fez cerca de 3,4 mil atendimentos à população do Distrito Federal. O CTA é uma unidade da Atenção Secundária, vinculada ao Hospital Dia da Asa Sul, que funciona no mezanino da Rodoviária do Plano Piloto. No local, podem ser feitos testes para detecção de infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), aconselhamento sobre ISTs e retirada de preservativos.

 

CTA funciona no mezanino da Rodoviária do Plano Piloto – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Mensalmente, a unidade distribui 43 mil preservativos masculinos e mil preservativos femininos. Durante a pandemia, observou-se que a procura por esses atendimentos teve uma leve baixa. De janeiro a maio de 2021, a média mensal de atendimentos ficou em cerca de 680 usuários ao mês.

 

O CTA funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h, e atende pessoas a partir dos 13 anos de idade. Os atendimentos são direcionados a toda população sem a necessidade de agendamento, basta que o usuário, apresente-se na unidade com o desejo de realizar um dos quatro tipos de exames realizados na unidade: HIV, Sífilis, Hepatite B e C. Entre 20 e 60 minutos, o paciente terá em mãos o resultado dos seus exames que é colhido e analisado ali mesmo.

 

Exames para detectar infecções sexualmente transmissíveis – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Além dos exames clínicos, o serviço oferece aconselhamento e a abordagem sindrômica a portadores de ISTs e profilaxia pós-exposição sexual (PEP) e ocupacional ao HIV. Ou seja, a prevenção da infecção pelo HIV usando medicamentos antivirais, disponíveis para pessoas ou profissionais que tenham entrado em contato com o vírus recentemente, por meio da exposição não ocupacional (sexual) seja em casos de sexo sem camisinha ou de violência sexual, ou exposição ocupacional, no caso de profissionais de saúde que se acidentaram com objetos cortantes ou agulhas.

 

Análise

 

Para a profilaxia pós-exposição, a equipe analisa cada caso e, enquadrando no perfil de uso medicamentoso, orienta sobre como iniciar o esquema. A PEP dura 28 dias ininterruptos e atua impedindo a infecção pelo vírus. Os medicamentos são disponibilizados no SUS pelo Ministério da Saúde e podem ser iniciados em até 72 horas (3 dias) após a exposição.

 

Testes rápidos são oferecidos no CTA e na rede pública de saúde – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Em caso de o teste apresentar resultado positivo a alguma IST, a equipe orienta sobre o início do tratamento. Outra opção é o autoteste de HIV, que também é oferecido no CTA.

 

Além desses cuidados, a unidade oferece um serviço ambulatorial dedicado aos homens acometidos por lesões de HPV, esse atendimento funciona das 14h às 22h, sendo necessário agendamento prévio. Após o atendimento, é oferecido aos pacientes um questionário para a avaliação de satisfação do atendimento contendo em média cinco perguntas, esses dados são analisados mensalmente para maior controle das condutas a serem adotadas pela equipe do CTA para proporcionar ao usuário sempre o melhor atendimento.

 

A chefe do Centro de Testagem e Aconselhamento, Jaqueline Menezes, fala da satisfação de trabalhar num local onde pode ajudar as pessoas diariamente. “Como gestora da unidade me sinto grata por fazer parte de uma equipe tão comprometida e de um serviço tão importante que permite o acesso fácil e rápido para o aconselhamento, testagem, diagnóstico e tratamento precoces do HIV, sífilis, hepatites B e C e demais ISTs, a qualquer cidadão. Viva o SUS”, finaliza.

 

GALERIA DE FOTOS:

 

CTA fez cerca de 3,4 mil atendimentos de janeiro a maio

Leia também...