Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/01/14 às 19h17 - Atualizado em 30/10/18 às 15h10

DF assume 1º lugar em transplantes no Brasil

COMPARTILHAR

O Distrito Federal é a unidade da federação com mais doadores de órgãos por milhão de habitantes. O número chega a 33 e supera a média nacional (15). O DF também é recordista em transplantes de coração e córnea e está em segundo lugar no ranking de pulmão, fígado e rins.

Em 2013, foram realizados 575 transplantes. Deste total, 359 foram de córnea, 30 de coração, 53 de fígado e 115 de rim, além dos primeiros transplantes de pulmão (02) e de medula óssea (16). A Saúde pública do DF ofertou à Central de Capitação Nacional, 01 coração, 01 pulmão, 12 fígados e 21 rins para serem transplantados em pacientes de outros estados.

A posição de destaque do DF é resultado de investimentos no setor realizados pelo Governo do Distrito Federal, nos últimos três anos. Até 2010, a média de transplantes não chegava à metade do que é feito atualmente e o número de doadores por milhão de habitantes não passava de dez. De lá pra cá, foram ampliadas as equipes de captação; foram disponibilizados leitos exclusivos para manutenção de propensos doadores; e os hospitais do DF receberam credenciamento para novos tipos de transplantes.

No DF os transplantes são realizados no Hospital de Base (HBDF), no Hospital Universitário de Brasília (HUB), Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) e rede credenciada com o Sistema Único de Saúde (SUS).

“Em março de 2011, recebemos a maior surpresa das nossas vidas: a minha filha Larissa, de apenas 01 ano e oito meses, foi presenteada com a doação de um coração. Sabíamos da dor da família doadora, mas ao mesmo tempo estávamos felizes pela segunda chance de sobrevivência da nossa princesa”, disse emocionado, Adriano Costa Barros, empresário e pai da paciente L.S.

Para ser doador de órgãos basta informar a família da sua vontade, não sendo necessário constar na documentação. Em vida, a pessoa pode procurar o Hemocentro de Brasília para realizar a doação de sangue e medula óssea.

“Somente sabe da importância da doação de órgão, quem precisa dele. Acompanhei a espera por rim da minha sogra por quase um ano e meio. Quando recebemos a notícia de que haviam encontrado um doador compatível, toda a família e amigos ficaram em estado de graça. Hoje, ela está de férias com muita saúde e curtindo a vida. Somos muito gratos ao doador”, declara Stefany Lima de Oliveira, nora da paciente Santana Nunes, transplantada no ano passado.

– Para doar sangue e medula óssea, entre em contato com a Fundação Hemocentro de Brasília localizada no Setor Médico Hospitalar Norte, Quadra 03, conjunto A, Bloco 03 – Asa Norte ou pelo telefone160 – Opção 2.

 

Por Claudete Nascimento, da Agência Saúde DF
Atendimento à imprensa
(61) 3348-2547/2539 e 9862-9226

Leia também...