Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/04/16 às 22h33 - Atualizado em 30/10/18 às 15h14

Evento debate importância do acompanhante no parto

COMPARTILHAR

Secretário de Saúde e primeira dama participam de encontro da Rede Cegonha do DF e da Rede Nacional de Humanização do Parto

BRASÍLIA (7/4/16) – Representantes da Secretaria de Saúde, da Rede Cegonha do Distrito Federal e da Rede Nacional de Humanização do Parto (Rehuna) aproveitaram o Dia Mundial da Saúde, nesta quinta-feira (7), para debater sobre a importância do acompanhante no momento do parto. O encontro contou com a presença do secretário de Saúde, Humberto Fonseca, e da primeira dama, Márcia Rollemberg.

“A presença do acompanhante, principalmente se for o pai, é muito importante para a mulher. É um momento para o pai fortalecer o vínculo e para que ele se envolva já nos primeiros cuidados com o bebê, como o primeiro banho”, ressaltou Humberto Fonseca, contando que assistiu ao parto de suas três filhas.

Segundo o coordenador do grupo condutor da Rede Cegonha no DF, Ricardo Aguiar, o direito à acompanhante começa ainda na atenção primária. “Tem de envolver essa pessoa, principalmente, se for o pai, para fortalecer o vínculo familiar”, observou.

Durante o debate, a presidente do Rehuna destacou a acolhida que a Secretaria de Saúde dá ao tema, desde o momento em que apoiou a realização do Fórum Perinatal com a Rede Cegonha. “Com esse debate de hoje, a gente espera conscientizar as pessoas para que permitam que a família compartilhe com a mãe o momento do nascimento”, frisa.

Atualmente, a Casa de Parto de São Sebastião é a unidade da rede onde todos os partos podem ser acompanhados por alguém da escolha da gestante. A Secretaria de Saúde trabalha para que todas as unidades obstétricas funcionem de forma semelhante, com estrutura para receber a grávida e seu acompanhante.