Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/06/18 às 15h43 - Atualizado em 30/10/18 às 14h58

Festa Junina reúne 300 pessoas no Instituto de Saúde Mental

COMPARTILHAR

Evento teve comidas típicas, quadrilha e musicais – Foto: Breno Esaki, da Agência Saúde

 

Mais de 300 pessoas, entre servidores e pacientes, participaram da festa junina promovida pelo Instituto de Saúde Mental (ISM), nesta sexta-feira (26). Quem passou pelo local, pode apreciar, gratuitamente, diversas comidas típicas nas barraquinhas, além de assistir a apresentações de quadrilha e musicais.

 

A diretora de Saúde Mental, Giselle de Fátima Silva, explicou que a festa, que se prolongará até o final da tarde, conta com a participação do pessoal dos Centros de Atendimento Psicossocial (Caps), Hospital São Vicente de Paulo, Instituto Hospital de Base e Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192).

 

“Nós convidamos todos que trabalham nos serviços de saúde mental. A ideia é promover ações culturais e entretenimento. A programação conta com quadrilha, aula de forró, touro mecânico, pula-pula e piscina de bolinha”, descreveu a diretora.

 

Barraquinhas tinham comidas típicas como caldos, galinhada, cachorro quente, entre outros – Foto: Breno Esaki, da Agência Saúde

 

GULOSEIMAS – A festa é resultado de doações de servidores, comerciantes e comunidade. Nas barraquinhas, havia comidas típicas, como caldos, bolos, galinhada, cachorro quente, pipoca, algodão doce e milho cozido.

 

Havia, também, barraquinhas de geração de renda e economia solidária comercializando produtos como mosaicos e hortaliças dos projetos Caco Terapia e Horta Terapia, respectivamente. Ambos utilizam o valor arrecado para compra de materiais.

 

TERAPIA – Para a servidora do Caps do Riacho Fundo 1, Lídia Araújo, uma das responsáveis pela barraca de caldos, o evento é um espaço para ressocialização. “A festa está ótima. Muitas pessoas já passaram por aqui”, disse.

 

“Sou atendido pela rede de saúde mental há 10 anos e acredito que iniciativas como essa ajudam o paciente na melhoria da saúde”, disse o paciente do Caps de Santa Maria, Carlos Edson de Medeiros, 42 anos.

 

“É uma terapia participar dessa festa, ajuda no tratamento porque ficamos muito mais animados”, complementou Maria do Socorro da Silva, 60 anos, que também assistida pela rede de serviço mental há cerca de 10 anos.

 

TEXTO: Ailane Silva, da Agência Saúde

 

Festa Junina Reúne 300 pessoas no Instituto de Saúde Mental