Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/01/17 às 16h01 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Força-tarefa do Cidades Limpas permanece na Estrutural até sexta (27)

COMPARTILHAR

O início dos trabalhos ocorreu nesta segunda-feira (23). Na ocasião, Rollemberg anunciou outras ações que beneficiarão os moradores da região administrativa

BRASÍLIA (23/01/2017) – A chegada do programa Cidades Limpas à Estrutural levará para a região não somente a poda de árvores, o combate a pontos clandestinos de despejo de lixo e outras ações previstas no mutirão. De acordo com o governador Rodrigo Rollemberg, até o fim de 2017, o local terá o antigo posto da Polícia Civil reativado pela Polícia Militar, receberá a feira permanente e terá inaugurado o Centro de Ensino 1 da Estrutural — fechado desde 2015 em virtude de vazamento de gás.

“O Cidades Limpas envolve ações como poda de árvores, desentupimento de bueiros e troca de lâmpadas que, aliadas a um conjunto de obras, contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população”, disse Rollemberg durante o início das ações da força-tarefa na manhã desta segunda-feira (23), em frente ao antigo posto policial. Nesse sentido, o chefe do Executivo também anunciou a aprovação do projeto para a construção de duas creches, a reforma de quadras poliesportivas e a abertura de uma agência do Banco de Brasília, que serão concretizadas até o fim deste ano.

FORÇA-TAREFA PARA LIMPAR AS RUAS DA ESTRUTURAL – A força-tarefa comandada pela Secretaria das Cidades envolverá, até sexta-feira (27), cerca de 300 pessoas — servidores do governo de Brasília ou de empresas que mantêm contrato com a administração pública — na limpeza e na conservação da região. “As cidades já têm equipes permanentes de limpeza, de poda de árvores e de tapa-buracos. O programa é a junção de todas elas para reforçar os trabalhos”, explicou o secretário das Cidades, Marcos Dantas.

As prioridades são o combate a pontos clandestinos de despejo de lixo, recolhimento de carcaças de carros abandonados e manejo ambiental para evitar a proliferação do Aedes aegypti — transmissor da dengue, da chikungunya e do zika vírus. Entre as atividades programadas está ainda a execução de terraplanagem em área próxima à igreja do assentamento Santa Luzia, onde há água parada.
Também haverá retirada de entulho em uma área particular perto da Cidade do Automóvel.

CDIDADES LIMPAS JÁ PASSOU POR SEIS REGIÕES – Esta é a sexta edição do programa. A ação tem a participação de diversos órgãos do governo local, que atuarão de forma coordenada no modelo de força-tarefa.

Entre as ações habitualmente executadas pela força-tarefa estão o recolhimento de entulho, troca de iluminação pública queimada, pintura de meios-fios, poda de árvores, ações tapa-buraco e limpeza de bocas de lobo. As diversas frentes de trabalho, no entanto, são adaptadas de acordo com as prioridades de cada região. O Cidades Limpas já esteve em Brazlândia, em Ceilândia, no Paranoá, no Gama e no Itapoã.

Participarão também desta edição do programa a Agência de Fiscalização do DF (Agefis), a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap), o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Militar, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), o Departamento de Trânsito (Detran), a Companhia Energética de Brasília (CEB), a Subsecretaria de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Saúde, e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab).