Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/03/17 às 20h54 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

HBDF promove evento para celebrar o Dia Mundial do Rim

COMPARTILHAR

Ação teve medição de índice de massa corporal, verificação de diabetes e da pressão arterial

BRASÍLIA (9/3/17) – No Dia Mundial do Rim, celebrado nesta quinta-feira (9), as unidades de Nefrologia e Endocrinologia do Hospital de Base do Distrito Federal (HBDF) promoveram uma ação educativa em saúde, com o foco no tema escolhido para a data que foi “Rim e Obesidade”.

Segundo a coordenadora do evento, a nefrologista Maria da Penha Batista, “o foco é mostrar para a população que a obesidade pode levar a uma sobrecarga de trabalhos dos rins, além de contribuir para o desenvolvimento da doença renal, pois é um fator que pré-dispõe a diabetes e a hipertensão, consideradas as duas patologias que mais causam a doença renal”.

Pacientes e profissionais de saúde participaram, no pátio do ambulatório do hospital, de ações como: aferição da pressão arterial, verificação do Índice de Massa Corporal, preenchimento de um formulário para detectar diabetes pela Endocrinologia.

Em 2016, o Ambulatório de Nefrologia do HBDF atendeu 4.487 pacientes, sendo que 2.601 realizaram tratamento dialítico, 448 foram de diálise peritoneal e 9.266 fizeram procedimentos de hemodiálise.

O diretor do HBDF, Júlio Cesar Júnior, ressalta que “a educação e prevenção em saúde é uma grande ferramenta na melhoria do cuidado. A obesidade é uma doença crônica extremamente prevalente e que acomete cerca de 25% da população brasileira”.
Para o gestor, o Dia Mundial do Rim é extremamente oportuno, pois chama a atenção de todos para esse problema e também aponta soluções.

De acordo com a nefrologista, Maria da Penha, “é importante a prevenção porque a doença renal envolve procedimentos de alta complexidade com ônus para o paciente e a sociedade a um custo financeiro muito alto”.

A médica destaca ainda que a obesidade é uma doença que tem prevenção com medidas simples como alimentação saudável, atividade física e acompanhamento médico. Se detectada precocemente, pode-se intervir e prevenir o surgimento ou a progressão da doença renal.