Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/01/12 às 19h02 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Hospital Regional de Santa Maria apoia Centro Olímpico

COMPARTILHAR

O Hospital Regional de Santa Maria fechou parceria com o Centro Olímpico, recém-inaugurado na cidade, e irá prestar 00011404assistência às crianças e jovens atendidos pelo complexo esportivo com o objetivo de acompanhar, orientar e tratar o público matriculado nas modalidades esportivas oferecidas gratuitamente à população.

Segundo a diretora geral de saúde de Santa Maria, Marga Vilani, a regional tem grande interesse em apoiar o programa por entender que o esporte estimula o desenvolvimento social e a saúde da população, além de ser uma alternativa de lazer para a comunidade. Para a diretora, o esporte tem função pedagógica no processo de formação do indivíduo, pois fortalece a disciplina e o respeito às hierarquias, além de trabalhar aspectos relacionados à solidariedade e ao trabalho em equipe.

Como contribuição efetiva ao programa, a Diretoria Geral de Saúde de Santa Maria preparou os Centros de Saúde da cidade para receber os alunos encaminhados pela coordenação do programa, que serão recebidos por uma equipe de profissionais capacitada para emitir atestados de aptidão esportiva.
Além disso, sempre que forem detectados agravos à saúde por ocasião das práticas esportivas no Centro Olímpico, os alunos serão prontamente atendidos pela equipe de profissionais do HRSM, onde será feita avaliação clínica e o encaminhamento à especialidade médica específica.

O Núcleo de Nutrição e Dietética do Hospital também ficará à disposição do programa para orientar quanto à importância de uma alimentação saudável associada à atividade física, além de oferecer atendimento às crianças e adolescentes em situação de risco nutricional como obesidade ou desnutrição.

As inscrições para as atividades do Centro Olímpico seguem até sexta-feira (13) e estão abertas para oito modalidades: atletismo, basquete, futebol, futsal, ginástica rítmica, handebol, natação, psicomotricidade e vôlei. Todas as vagas serão decididas por meio de sorteio.

O novo espaço esportivo tem capacidade para até quatro mil pessoas diariamente e receberá, inicialmente, crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos. A gerência da unidade será feita pela Secretaria de Esporte.