Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/12/14 às 17h20 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

HRT recebe título de Centro de Referência para o Método Canguru

COMPARTILHAR

Evento será um marco na história do programa no Hospital

BRASÍLIA (03/12/14) – A Regional de Saúde de Taguatinga recebe oficialmente, nesta quinta-feira (04), às 9 horas, o título de Centro de Referência Distrital para o Método Canguru. O processo de avaliação foi concluído e aprovado pelo Ministério da Saúde em julho deste ano e, desde então, a Instituição estava apta a receber o título.

A solenidade tem como objetivo reafirmar a conquista do hospital como sendo o primeiro do Distrito Federal a receber este reconhecimento pelo Ministério da Saúde. O evento contará com a presença de doze mães e pais cangurus que tiveram os seus filhos no centro obstétrico do hospital e participaram do programa.

A disseminação da prática tem por base criar vínculos entre os pais e os bebês que ficam internados por longos períodos. Desta forma, os pais têm acesso livre à ala neonatal. Os irmãos e os familiares também podem acompanhar de perto o crescimento do bebê.

Em prática no HRT desde 1992, o Método Canguru é um tipo de assistência neonatal que proporciona o contato pele a pele precoce entre o recém-nascido de baixo peso e os pais de forma crescente, podendo também contar com participação dos avós e até de amigos da família. A criança, vestindo apenas uma fralda, é colocada em contato direto com o corpo do adulto, durante o tempo que ambos entenderem ser prazeroso e suficiente.

A interação direta e contínua com a criança previne infecções e outras complicações, acelera o aumento de peso, permite um controle térmico adequado, melhora a qualidade do desenvolvimento neurocomportamental e psicoafetivo, reduz o estresse do recém-nascido  e estabiliza as frequências cardíaca e respiratória. Os bebês ficam mais tranquilos e choram menos. Mesmo quando o prematuro não mama, o contato pele a pele regular pode aumentar a produção de leite.

Além de todas as evidências de bons resultados para pais e bebês, o método propicia um melhor relacionamento da família com a equipe de saúde, possibilita maior competência e confiança dos pais no cuidado do seu filho, inclusive após a alta hospitalar, reduz o número de possíveis futuras internações e o aparecimento de outras doenças.

O HRT conta também uma enfermaria para as “mães cangurus” e um ambulatório de acompanhamento após a alta hospitalar. A equipe multidisciplinar que cuida dos bebês de alto risco é composta por pediatras, intensivistas, neonatologistas, fisioterapeutas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, assistente social e psicólogos.

Para todos os servidores envolvidos no processo, a certificação é mais do que merecida, já que o HRT é um dos pioneiros no Brasil e a primeira maternidade do DF (entre as públicas e as particulares) a implantar o Método Canguru. “Historicamente merecemos esse título, já somos Hospital Amigo da Criança, Centro de Referência em Banco de Leite Humano e temos uma equipe muito engajada”, comemoram as enfermeiras.

Leia também...