Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/11/17 às 10h07 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Ideias apresentadas no Papo de Saúde começam a ser executadas

COMPARTILHAR

Desde o início do projeto, 22 propostas foram levadas ao secretário

BRASÍLIA (6/11/17) – As ideias apresentadas pelos servidores no Papo de Saúde já começaram a ser executadas na Secretaria de Saúde. Entre elas estão a criação de uma sala de amamentação, um refeitório e a instalação de bebedouros na sede da pasta. Também está em andamento um convênio com o Instituto Legislativo Brasileiro, do Senado Federal, para oferecer cursos gratuitos aos servidores, bem como a criação de um Comitê Estratégico de Gestão de Pessoas.

A idéia do refeitório foi da servidora Ana Paula Oliveira, que trabalha na secretaria há cerca de sete anos. Atualmente, está lotada na Gerência de Pesquisa de Preços. “Minha ideia foi a instalação de um refeitório ou cantina onde todos os servidores pudessem fazer suas refeições de maneira adequada e salutar”, disse a profissional, ao destacar que o prédio atualmente não possui um local adequado e, por isso, os servidores tem que almoçar dentro das próprias salas.

Karistenn Brandt, da Gerência de Nutrição, foi a autora da ideia de criar a sala de amamentação destinada à ordenha e estocagem de leite humano para as servidoras utilizarem durante a jornada de trabalho. “Fiquei bastante satisfeita com o acolhimento da minha ideia, porque quando retornei da licença-maternidade estava produzindo muito leite e não tinha um espaço para retirar. Acabei jogando leite fora”, disse a profissional, é servidora há cinco anos e meio. Para ela, o Papo de Saúde é um espaço democrático para ouvir as sugestões.

O arquiteto Leandro Drumond é o responsável por retirar essas ideias do papel. O profissional já elaborou o projeto para colocar as sugestões em prática. “Nós temos um espaço subutilizado ao lado da sala dos motoristas que pode ser adaptado para as duas ideias. Lá já existe um fogão industrial e uma central de gás. A proposta é criar três ambientes, sendo uma sala de amamentação com 14 metros quadrados, uma copa com 30 metros quadrados e uma sala de refeição com 70 metros quadrados”, explicou.

Segundo ele, a sala de amamentação terá duas poltronas, uma pia e um refrigerador. O refeitório terá capacidade para 40 pessoas inicialmente, que poderá ser expandida de acordo com a necessidade. O espaço ganhará uma parede de vidro para favorecer a iluminação natural e a ventilação. Ao lado do refeitório também será criada uma pequena área de serviço. “O projeto foi enviado para a empresa responsável pela manutenção por se tratar de uma adaptação. Estamos aguardando o orçamento para dar andamento às sugestões”, informou o arquiteto.

O processo para aquisição de bebedouros para o prédio da Administração Central da secretaria, colaboração da médica de família Tânia Cristina Walzberg, está em andamento com previsão para instalação em dezembro. Foram solicitados oito filtros inicialmente. A ideia é substituir o uso de galões de água mineral, o que pode contribuir para gerar economia, bem como trazer benefício para os servidores. Se der certo, a proposta pode ser expandida na rede. Os servidores do prédio utilizam, em média, 600 galões por mês.

“Está em processo final de aquisição por dispensa de licitação. Entendemos que medidas sustentáveis precisam ser adotadas”, afirmou o secretário adjunto de Gestão, Ismael Alexandrino.

Servidor Rildo Cordeiro, à esquerda, apresenta sua sugestão ao secretário Humberto Fonseca

Pensando em realizar cursos para aumentar sua qualificação, o servidor Rildo Galeno, da Assessoria de Comunicação, sugeriu um convênio entre a Saúde e o Instituto Legislativo Brasileiro. “Enviamos ofício ao Senado Federal. O termo de parceria está no setor jurídico do órgão federal para avaliação do contrato. Assim que o acordo chegar à secretaria, teremos condições de dar mais informações, como cursos que serão oferecidos, publico-alvo e número de vagas”, informou a subsecretária de Gestão de Pessoas, Jaqueline Carneiro.

Outro projeto em andamento é o do Comitê Estratégico de Gestão de Pessoas, idealizado por Iara Nery, da Gerência de Administração de Profissionais. Ela atua há quase cinco anos na secretaria.

“Entre as atribuições do comitê estariam: propor e coordenar o plano estratégico de gestão de pessoas; propor um novo modelo de avaliação do desempenho; realizar estudos e ações para desenvolver a cultura orientada para resultados, estudando acerca da possibilidade de recompensar o bom desempenho”, citou a servidora. A portaria para criar o comitê já foi elaborada e aguarda publicação no Diário Oficial do Distrito Federal.

PAPO DE SAÚDE – Trata-se de uma ferramenta inédita que permite a todos os cerca de 35 mil servidores apresentarem suas propostas no sentido de solucionar problemas e melhorar processos, em sua área ou de forma geral, para a melhoria na qualidade do atendimento da saúde prestada à população.

O Papo de Saúde continuará em próximas rodadas. Até agora, foram realizados dois encontros e 133 ideias foram enviadas de 10 de julho, quando o projeto foi lançado, até 18 de outubro. As sugestões podem ser enviadas para o hotsite, onde é necessário preencher um formulário. É importante lembrar que não se trata de um espaço para reclamações ou para tirar dúvidas.

As colaborações não precisam ser necessariamente na área de trabalho do servidor. Podem tanto estar relacionadas com o atendimento de saúde ao usuário quanto a processos internos da secretaria.