Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/07/17 às 19h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Instituto Base e Saúde da Família são apresentados em congresso

COMPARTILHAR

Estande também destaca iniciativas em aleitamento materno

BRASÍLIA (12/7/17) – Considerados os mais importantes projetos do Governo de Brasília para melhorar o acesso da população aos serviços de saúde, o Instituto Base e a mudança da atenção primária para o modelo Estratégia Saúde da Família (ESF) são as principais atrações do estande da Secretaria de Saúde do DF no XXXIII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde. O evento começou hoje no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e vai até 12h de sábado (15). O estande oferece, ainda, informações sobre aleitamento materno, área em que a capital federal é referência no país.

“Recebemos a visita de representantes de vários municípios. Estamos mostrando que desde o início da conversão aumentamos a cobertura de equipes Estratégia Saúde da Família de 32% para 56%, se consideramos as equipes em transição, ou seja, aquelas em que os especialistas passam por capacitação para serem médicos de família”, explicou a gerente do Projeto Conversão da Atenção Primária, Eliene Sousa. Segundo ela, os estandes são ideais para troca de experiência entre o DF e demais estados participantes.

A coordenadora de Atenção Primária do município mineiro de Paula Cândido, Luciana das Graças Henrique, conta que sua região possui cobertura 100% ESF. “Temos aproximadamente 9 mil moradores, e cinco equipes que atuam em três unidades básicas para atender por agendamento ou demanda espontânea”, explicou.

A representante do DF também falou sobre o Instituto Base, projeto que transformará o hospital – referência em atendimento de trauma – em Serviço Social Autônomo. Essa medida, aprovada pela Câmara Legislativa e sancionada pelo governador Rodrigo Rollemberg, agilizará a compra de insumos médicos e a contratação de pessoal. A proposta é que os processos tramitem com maior rapidez e permitam oferecer atendimento 100% público e mais eficiente à população.

A coordenadora dos Bancos de Leite do Distrito Federal, Miriam Santos, explicou que as ações para fortalecer o aleitamento materno ocorrem da atenção primária à especializada. “O DF, quando considerado município, é o que mais coleta leite materno proporcionalmente e consegue atender todas as crianças internadas em UTIs com leite materno. Por mês, conseguimos alimentar em média 150 bebês”, disse.

A profissional lembrou que o DF lançou, em maio de 2016, o site Amamenta Brasília. Um ano depois, veio o aplicativo de mesmo nome. As duas plataformas facilitam o cadastramento, e desempenham o papel de aumentar o número de doadoras.

EVENTO – O XXXIII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde reúne trabalhadores do SUS, secretários municipais de saúde de todo o país, profissionais de saúde, dirigentes estaduais e do Ministério da Saúde. O tema para este ano é “Diálogos no Cotidiano da Gestão Municipal do SUS”. A abertura oficial será sexta-feira (13), às 19h.

Confira aqui as fotos.