Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/01/21 às 11h28 - Atualizado em 20/01/21 às 14h41

Mais de 2 mil pessoas já foram vacinadas contra a Covid-19 no DF

COMPARTILHAR

Dados englobam vacinação dos profissionais de saúde, pessoas acima de 60 anos institucionalizadas e seus cuidadores

 

JURANA LOPES,

DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

Vacinas foram distribuídas para as redes de frio para serem entregues em 15 hospitais públicos – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

No primeiro dia de vacinação contra a Covid-19 no Distrito Federal, foram vacinadas 2.063 pessoas que compõem a primeira fase da campanha no DF. O grupo abrange profissionais de saúde que trabalham na linha de frente no combate ao coronavírus Sars-CoV-2, idosos a partir de 60 anos que vivem em unidades de acolhimento e seus cuidadores. Também serão vacinados os povos indígenas que residem no DF. A aplicação da primeira dose da vacina CoronaVac ocorreu em 12 hospitais e de forma volante na UPA de Ceilândia, além de duas unidades de acolhimento para idosos.

 

Os dados são parciais e foram apurados até as 19h desta terça-feira (19). Algumas unidades começaram a vacinar no período da tarde, ou continuaram a vacinação após as 19h. Veja os números por Região de Saúde:

 

Região de Saúde Central: asas Sul e Norte, lagos Sul e Norte, vilas Planalto e Telebrasília, Varjão, Cruzeiro, Noroeste, Sudoeste/Octogonal

Locais de vacinação: Hospital Regional da Asa Norte, equipes volantes em unidade de acolhimento + hospitais Materno Infantil e Apoio

Número de vacinados: 200

 

Região de Saúde Centro-Sul: Guará, Estrutural, SIA, SCIA, Candangolândia, Núcleo Bandeirante, Park Way, Riacho Fundo I, Riacho Fundo II

Locais de vacinação: Hospital Regional do Guará e equipes volantes em unidades de acolhimento

Número de vacinados: 452

 

Região de Saúde Norte: Planaltina, Sobradinho, Sobradinho II e Fercal

Locais de vacinação: Hospitais regionais de Planaltina e Sobradinho

Número de vacinados: 375

 

Região de Saúde Oeste: Brazlândia, Ceilândia e Sol Nascente/Pôr do Sol

Local de vacinação: Hospitais regionais de Brazlândia e Ceilândia + UPA de Ceilândia (vacinação volante feita por equipe da Secretaria de Saúde)

Número de vacinados: 474

 

Região de Saúde Sudoeste: Samambaia, Taguatinga, Recanto das Emas, Vicente Pires, Águas Claras e Arniqueiras

Local de vacinação: Hospital Regional de Samambaia

Número de vacinados: 173

 

Região de Saúde Sul: Gama e Santa Maria

Locais de vacinação: Hospital Regional do Gama + Hospital Regional de Santa Maria (Iges-DF)

Número de vacinados: 301

 

Região de Saúde Leste: Paranoá, Itapoã, São Sebastião e Jardim Botânico

Local de vacinação: Hospital da Região Leste

Número de vacinados: 88

 

Todos os 15 hospitais que farão a vacinação na primeira fase já receberam as doses da Rede de Frio. No entanto, a logística de distribuição nas regiões é de acordo com o número de unidades de cada região, por isso, é realizada conforme sua realidade e quantitativo de doses entregues.

 

Ao todo, o Distrito Federal recebeu 106.160 vacinas que irão imunizar 53.080 pessoas em duas doses administradas no intervalo de 14 a 28 dias. A Secretaria de Saúde reforça que a população não procure as unidades de vacinação, porque neste momento será vacinado somente o público-alvo da primeira fase. 

 

Vacinas que imunizam contra o coronavírus chegaram ao DF na última segunda-feira (18) – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

 

Lar de idosos

 

Antônio Eduardo foi um dos vacinados contra a Covid-19 no lar Casa do Vovô – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

Nesta terça-feira (19), também começou a imunização nas instituições de longa permanência. Na casa de repouso para idosos Casa do Vovô, na 603 Norte, foram vacinados 34 idosos e todos os profissionais de saúde e cuidadores que trabalham na instituição.

 

Para o engenheiro Antônio Eduardo Reis, de 69 anos, é um privilégio estar incluído no primeiro grupo prioritário da vacinação. Ele trabalha uma vez por semana presencialmente e acha importante se imunizar.

 

“Tendo em vista o pequeno número de doses recebidas no Distrito Federal, estar incluso no primeiro dia é algo muito positivo, pois essa vacina é algo que prolonga a vida do idoso e nos dá mais tranquilidade”, afirma.

 

Maria Princesa recebeu a dose da CoronaVac – Foto: Geovana Albuquerque/Agência Saúde DF

A cuidadora de idosos da instituição, Maria Princesa da Costa, de 60 anos, sente-se honrada de tomar a vacina no primeiro dia, pois ela utiliza o transporte coletivo e já faz parte do grupo de risco. “Essa vacina é uma esperança de dias melhores, uma vitória para nós que estamos na linha de frente desta pandemia”, comemora.