Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
13/11/20 às 19h15 - Atualizado em 16/11/20 às 16h28

Mais de 83 mil crianças já foram vacinadas contra a poliomielite

COMPARTILHAR

Campanha de vacinação continua no DF até o dia 27 de novembro

 

JOHNNY BRAGA

 

Vacinação contra a poliomielite ocorre em 135 salas de vacina do DF – Foto: Breno Esaki/Agência Saúde DF

 

Crianças a partir de um ano de idade até cinco devem ser vacinadas contra a poliomielite. As doses da vacina estão disponíveis em 135 postos de vacinação abertos diariamente em todo o DF. Até o momento, 83.685 crianças já foram vacinadas de um total estimado em 160 mil. Isso representa 51,8% de cobertura vacinal. A meta da Secretaria de Saúde é imunizar 95% do público-alvo.

 

“Quem ainda não procurou uma sala de vacina, orientamos que procure para que possamos alcançar uma cobertura melhor de vacinação no DF”, recomenda, a enfermeira da área técnica de imunização da Secretaria de Saúde, Ligiane Seles, acrescentando que as UBSs estão preparadas para receber à população com a segurança que o momento de pandemia exige.

 

A campanha de vacinação contra a poliomielite continua no DF até o dia 27 de novembro. É de extrema importância que os pais levem seus filhos para serem vacinados.

 

Cobertura vacinal

 

A cobertura vacinal é maior na faixa etária de dois a três anos incompletos, onde 55,2% do público previsto recebeu a vacina. Em seguida, crianças acima de 3 anos a 4 anos incompletos atingiram 52,9% da cobertura vacinal. Veja os dados completos:

 

Artes: Rafael Ottoni

 

Entre as Regiões de Saúde, a Região Oeste é a que está com a maior cobertura, até o momento. Foram 17.444 crianças vacinadas até esta sexta-feira (13), que representa cobertura de 59,9%. A Região de Saúde Sul já vacinou 9.660 crianças que corresponde a 59,6% do público-alvo vacinado. Veja mais informações por região na arte a seguir:

 

 

A doença

 

A poliomielite também conhecida por paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos por meio do contato direto com fezes ou com secreções eliminadas pela boca das pessoas doentes e provocar ou não paralisia.

 

Desde 1987, o Distrito Federal não registra casos de poliomielite. A área técnica de imunização da Secretaria de Saúde alerta sobre a necessidade de as crianças receberem as doses da vacina mesmo sem registros da doença há mais de 30 anos, uma vez que as coberturas vacinais ainda são heterogêneas, podendo levar à formação de bolsões de pessoas não vacinadas, o que possibilita a reintrodução do poliovírus.

 

A vacinação tem estratégias diferenciadas para as crianças menores de um ano e para aquelas na faixa etária de 1 a 4 anos de idade. Todas as crianças menores de 5 anos deverão comparecer às salas de vacinas para receber uma dose contra poliomielite.

 

A depender do esquema vacinal registrado na caderneta, a criança poderá receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), como dose de reforço ou dose extra, ou a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), como dose de rotina.

 

Multivacinação

 

A Campanha de multivacinação consiste na atualização da caderneta de vacinação. Crianças e adolescentes de zero a 15 anos devem comparecer às salas de vacina para terem o cartão de vacina verificado pelas equipes e receber as doses de vacina que estão em falta.

 

O maior comparecimento às salas de vacina foi de crianças menores de um ano. Foram 23.599 cartões de vacinação verificados, os quais 18.225 estavam com alguma vacina pendente. Neste caso, 77,2% dos que compareceram precisaram ser vacinados. Veja os dados por Região de Saúde:

 

 

Por Região de Saúde, a procura foi maior na Região Sudoeste, formada por Taguatinga, Samambaia, Recanto das Emas, Águas Claras, Vicente Pires e Arniqueira. Por lá, 42.852 crianças e adolescentes estiveram nas salas de vacina. Desse total, 30.573 estavam com alguma dose pendente e foram vacinados.