Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/09/13 às 21h18 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Avaliação de desempenho deve mudar para valorizar os bons servidores

COMPARTILHAR

Mesa de Negociação do SUS/DF discute o tema

A Mesa de Negociação Permanente do SUS-DF discutiu, em sua 17ª reunião ordinária, na manhã desta terça-feira (3), a implantação de um novo sistema de avaliação de desempenho dos servidores da Secretaria de Saúde. A ideia é melhorar os mecanismos para a valorização dos bons servidores e inclui, ainda, avaliação por equipes. Este foi o primeiro de uma série de encontros que serão promovidos para debater o tema.

 “Temos que estabelecer um processo de avaliação que leve em conta os parâmetros epidemiológicos das regiões do DF e os objetivos a serem alcançados”, destaca o secretário de Administração Pública do GDF, Wilmar Lacerda, que participou do encontro com o secretário-adjunto de Saúde, Elias Miziara; subsecretários e representantes dos sindicatos da área da saúde.

Para Lacerda, é preciso valorizar os bons servidores. Ele também propõe que a avaliação deixe de ser individualizada e passe a ser feita por equipes. “Sem critérios claros e planejamento não se atinge as metas”, diz. O secretario de Administração Pública também sugeriu que seja feita uma apresentação dos indicadores de saúde à Mesa de Negociação.

Na opinião do secretário-adjunto de Saúde, o servidor público deve se conscientizar que ele é, na verdade, o servidor do público e que deve satisfação à população quanto ao seu desempenho profissional. Representantes de vários sindicatos colocaram suas sugestões e concordaram que o atual sistema de avaliação utilizado pela Secretaria de Saúde está defasado e é ineficiente.

Durante o encontro também foi apresentada a programação do 1º Seminário de Saúde Ocupacional do Trabalhador do SUS/DF, previsto para os dias 11 e 12 de setembro na Unicorreios. O encontro visa discutir a saúde do trabalhador do SUS sob a ótica das Políticas públicas Nacionais e do DF.

Estiveram na reunião representantes do Sindicato dos Auxiliares e Técnicos em Enfermagem (Sindate), do Conselho de Saúde, Sindicato dos Enfermeiros (SEDF), Sindicato dos Biomédicos, Sindicatos dos Médicos, Sindicato dos Odontólogos (SODF), Sindicato dos Farmacêuticos (Sindifar), Sindicato dos Agentes de Vigilância Ambiental em Saúde (Sindivacs) e Sindsaúde.

Celi Gomes