Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/08/16 às 21h49 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Mutirão contra retinopatia diabética atende 55 pacientes

COMPARTILHAR

Iniciativa foi adotada para agilizar tratamento. Doença pode levar a perda da visão

BRASÍLIA (29/08/16) – O mutirão realizado, no sábado (27), pela Unidade de Oftalmologia do Hospital de Base para atender pacientes com suspeita de retinopatia diabética, atendeu 55 dos 100 pacientes estimados inicialmente. Para ampliar a cobertura, a Coordenação de Oftalmologia da Secretaria de Saúde promoverá uma busca ativa com os pacientes que não compareceram a consulta, e numa etapa posterior, irá promover mutirões escalonados para atendimento a esse grupo.

Todos os pacientes com diagnóstico positivo foram encaminhados para a realização de tratamentos compatíveis, como a aplicação de terapia a laser ou, nos casos onde observou-se comprometimento intraocular, para aplicações de injeções intravítreas (no interior do globo ocular) com produtos antiangiogênicos – medicamentos para controlar a enfermidade.

A usuária Luzely Souza, diagnosticada com diabetes, compareceu ao mutirão e já foi encaminhada para atendimento. “Esperava pelo tratamento há mais de um ano e, com o mutirão, logo vou ser atendida para tratar o glaucoma que foi identificado durante a consulta”.

RETINOPATIA DIABÉTICA – Trata-se de uma doença que acomete a visão e que pode causar dano parcial ou total da retina. A retina é a camada do olho que aloja as células que recebem a luz, fazem o processamento das imagens e repassam ao cérebro. Devido à diabete, a pessoa fica com excesso de açúcar no sangue e isto faz com que os vasos sanguíneos da retina fiquem mais permeáveis, gerando, assim, a possibilidade da formação de um edema (extravasamento de sangue e fluído).

A retinopatia diabética pode, inicialmente, causar o embaçamento da visão e, caso não seja tratada, pode levar à perda, parcial ou total a visão. Ela não é ligada à idade, pois adolescentes e jovens também podem desenvolvê-la, caso não façam o controle correto da diabete.