Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/02/18 às 17h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Número de cirurgias cardíacas cresce 34% no Instituto de Cardiologia do DF

COMPARTILHAR

Quantidade subiu de 657 procedimentos, em 2016, para 884, em 2017

BRASÍLIA (27/2/18) – O Instituto de Cardiologia do Distrito Federal (ICDF) aumentou a quantidade de cirurgias cardíacas realizadas em pacientes. Em 2017, foram feitas 884 operações, contra 657 procedimentos em 2016 – um crescimento de mais de 34%. Os números, referentes aos atendimentos de pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), foram divulgados nesta terça-feira (27) pela instituição.

No ano passado tiveram 670 cirurgias cardíacas somente em adultos; em 2016, foram 503. Em relação às cirurgias cardíacas pediátricas, foram 214 procedimentos em 2017, contra 154 cirurgias em 2016. O Instituto de Cardiologia é uma das poucas instituições de saúde das regiões Norte e Centro-Oeste especializada em realizar cirurgias cardíacas em crianças e recém-nascidos.

Para a superintendente do ICDF, Núbia Welerson Vieira, o crescimento é reflexo da otimização de recursos humanos e materiais promovidos pelo hospital. “Tivemos um aumento de 227 cirurgias cardíacas de um ano para o outro. Esse é um número expressivo e mostra o quanto nós trabalhamos no último ano”, explica.

OPERAÇÕES – A cirurgia cardíaca é um procedimento cirúrgico realizado no miocárdio com o objetivo de corrigir problemas e doenças que acometem o órgão. Entre as operações feitas com mais frequências no ICDF estão: de revascularização do miocárdio (ponte de safena); de correção de doenças da artéria aorta; de doenças valvares; de cardiopatias congênitas; e de implantação de marca-passo.

Muitas doenças que acometem o coração podem ser evitadas, por isso é essencial que as pessoas adotem um estilo de vida saudável. Realizar check-up anualmente, praticar exercícios físicos com regularidade e manter uma alimentação equilibrada são fatores fundamentais para evitar problemas cardíacos futuros.

Leia também...