Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
27/11/12 às 17h25 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Samambaia capacita profissionais na linha de cuidados materno-infantis

COMPARTILHAR

Os servidores da Regional de Saúde de Samambaia participam hoje (27) e amanhã da Oficina de Planificação das Redes de Atenção à Saúde, que tem como finalidade capacitar os profissionais na linha de cuidado materno-infantil, conhecida por Rede Cegonha, e contribuir para a consolidação do Plano de Ação Regional.

No primeiro dia, os profissionais foram acolhidos com um café da manhã, em seguida, participaram da solenidade de abertura, que contou com as presenças do coordenador geral de Saúde de Samambaia, Manoel Solange Fontes, do assessor da Subsecretaria de Atenção Primária à Saúde – SAPS, Adriano de Oliveira e da diretora de Atenção Primária à Saúde da Regional de Samambaia, Paula Garcia de Araújo. Após a abertura representas dos Grupos Saúde Vida, Atitude e Equilíbrio, do centro de saúde nº 2 e da Unidade Básica de Saúde 317 conduziram uma sessão de automassagem.

A técnica de enfermagem do centro de saúde nº 3, Ivaneide Pinto de Mesquita, que trabalha na vacinação, considera importante a participação na oficina. “É preciso manter toda uma educação em saúde, desde o pré-natal, para não ter deficiência lá na frente. A dificuldade nesse processo, por exemplo, está em orientar as mães de modo que elas de fato compreendam o que estamos falando. Por isso acredito que esta oficina vai nos ajudar a melhorar a abordagem em relação ao primeiro atendimento e aos seguintes também”, ressalta.   
     
A diretora de Atenção Primária à Saúde da Regional, Paula Garcia de Araújo,  enfatizou a importância desse momento com os trabalhadores. “Tivemos antes outras oficinas, com gestores da SES, gestores locais e agora esta, com quem está na ponta, que são os servidores. Precisamos construir o nosso plano de ação e os servidores, que atuam junto com os usuários do sistema, sabem o que é necessário para melhor atendê-los”, explica.

O coordenador geral de Saúde de Samambaia, Manoel Solange Fontes, avaliou a oficina e falou da necessidade da disseminação do conhecimento. “É importante que se capitalize o conhecimento, os conceitos e, sobretudo, o amor e a dedicação pelo o que fazemos, e multipliquemos. Os profissionais são os multiplicadores do conhecimento e precisam agir de forma integrada”, finaliza.

O assessor da SAPS, Adriano de Oliveira, também recepcionou os profissionais e explicou sobre o trabalho das oficinas que está sendo realizado no DF, especialmente na região sudoeste, que engloba Recanto das Emas, Taguatinga e Samambaia.
A capacitação é realizada na Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na QN 208, lote 02, conjunto A, das 8h às 18h. Este primeiro dia está sendo destinado às discussões sobre a situação da saúde no Brasil e no DF, a organização do sistema de saúde e a constituição das redes de atenção à saúde. O segundo dia será dedicado à abordagem das diretrizes nacionais e dos planos distrital e de ação regional da Rede Cegonha, no que diz respeito ao componente pré-natal, puerpério, saúde da criança, parto, nascimento e transporte seguro.
 
Esta é a primeira oficina da etapa trabalhadores destinada aos servidores de Samambaia que desenvolvem atividades na área, como médicos, dentistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas e agentes comunitários de saúde. Cada capacitação contará com a presença de até 100 pessoas. A segunda oficina está prevista para os dias 05 e 06 de dezembro.  

No âmbito do SUS, a Rede Cegonha visa assegurar às mulheres o direito ao planejamento reprodutivo e atenção humanizada durante a gravidez, parto e puerpério e às crianças, o direito ao nascimento e desenvolvimento seguros e saudáveis, por meio da implementação de um novo modelo de atenção à saúde da mulher e da criança que garanta acesso, acolhimento e resolutividade, além de reduzir a mortalidade materna e infantil.

Iêda Oliveira