Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
10/07/17 às 19h03 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Papo de Saúde: a nova ferramenta de comunicação entre o secretário e o servidor

COMPARTILHAR

Canal receberá sugestões de melhoria da gestão, que poderão ser defendidas em conversa com Humberto Fonseca

BRASÍLIA (10/7/17) – A partir de hoje, os servidores da Secretaria de Saúde têm um novo canal de comunicação com o gabinete da pasta, para a apresentação de ideias e projetos que possam ajudar na gestão. É o Papo de Saúde. Trata-se de uma ferramenta inédita que permitirá a todos os cerca de 35 mil servidores apresentar suas propostas no sentido de solucionar problemas e melhorar processos, em sua área ou de forma geral, para a melhoria na qualidade do atendimento da saúde prestada à população.

O Papo de Saúde foi inspirado em uma experiência do secretário de Saúde, Humberto Fonseca, no Senado Federal, onde também foi criada uma ferramenta semelhante. A ferramenta foi concebida em parceria da Assessoria de Comunicação (Ascom) com a Coordenação Especial de Tecnologia da Informação em Saúde (Cetinf). “O intuito é eliminar intermediários, permitindo ao servidor o acesso a um canal a partir do qual ele poderá falar diretamente com os gestores. Além disso, será um meio de aproveitar o conhecimento e reconhecer as iniciativas e propostas dos servidores”, explicou Humberto Fonseca.

ENTENDA – O Papo de Saúde oferece aos servidores um espaço a partir do qual eles poderão dar sugestões para a melhora dos processos. Essas sugestões não precisam ser necessariamente na sua própria área de trabalho. Podem tanto estar relacionadas com o atendimento de saúde ao usuário ou a processos internos da secretaria (por exemplo: tramitação de documentos, comunicação entre áreas, etc).

Os interessados em participar podem enviar suas contribuições por meio do hotsite www.papodesaude.saude.df.gov.br. Ali, encontrarão um formulário no qual poderão lançar suas ideias. É importante lembrar que não se trata de um espaço para reclamações ou para tirar dúvidas. Para isso, já existe a Ouvidoria da Secretaria de Saúde. As sugestões apresentadas passarão por uma triagem e, a cada 15 dias, dez autores dessas ideias serão convidados para fazer a defesa da sua proposta ao próprio secretário de Saúde, em seu gabinete, sempre aos sábados, pela manhã. Analisada a viabilidade da ideia, ela deverá vir a ser depois implementada. A primeira reunião está prevista para ser realizada ainda neste mês.

Confira aqui as fotos.

Leia também...