Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/10/20 às 17h27 - Atualizado em 28/10/20 às 17h44

Plano de saúde dos servidores do GDF vai desafogar a rede pública

COMPARTILHAR

Serão beneficiadas até 600 mil pessoas, o que vai reduzir a pressão sobre as unidades públicas

 

AGÊNCIA SAÚDE DF

 

O secretário de Saúde, Osnei Okumoto, considerou positiva a implantação do Plano de Saúde do Servidor Público do Governo do Distrito Federal, o GDF Saúde, assinado nesta quarta-feira (28) pelo governador Ibaneis Rocha, em solenidade no Palácio do Buriti. Ao beneficiar até 600 mil pessoas e contemplar 170 mil profissionais, “o plano, tão esperado, vai desafogar o atendimento na rede de saúde pública, permitindo que possamos oferecer um serviço de mais qualidade para toda a população”, afirmou Okumoto.

 

O secretário fez essa declaração depois que o governador, em discurso, enfatizou que o plano de saúde é uma antiga reivindicação de mais de 20 anos dos servidores e beneficiará os que mais precisam dos serviços da unidades mantidas pela Secretaria de Saúde. O GDF Saúde vai “valorizar o servidor e deixar o SUS para quem realmente precisa, para quem não tem renda”, afirmou o governador.

 

Ação da SES e do Iges-DF

 

Osnei Okumoto também gostou do reconhecimento que Ibaneis Rocha fez ao trabalho dos servidores da Secretaria da Saúde e ao do Iges-DF no combate ao novo coronavírus. O gestor do executivo local disse que “a saúde, neste ano, tomou um destaque ainda muito maior por conta da pandemia. Tenho que deixar o meu reconhecimento a todos os trabalhadores da saúde pelo que vêm fazendo no nosso governo”, declarou. Okumoto comentou: “gestos como esses nos dão mais forças para trabalhamos ainda mais para melhorar a saúde do DF”.

 

Ibaneis também destacou a ação do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde (Iges-DF). “Nós acabamos com aquelas filas horríveis que existiam na frente dos hospitais, conseguimos distribuir melhor o atendimento na rede hospitalar, em especial por conta da atuação do Iges-DF, que atualizou as suas seis UPAs, contratou mais de 4 mil trabalhadores na área da saúde e colocou todos eles à disposição da população”, enfatizou.

 

O que é o plano?

 

O GDF Saúde é um plano a ser gerido pelo Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF (Inas-DF). A meta é beneficiar entre 400 e 600 mil funcionários da ativa, aposentados e pensionistas e seus familiares. O GDF vai investir cerca de R$ 216 milhões por ano (1,5% do custo total estimado) para manter o plano, enquanto os servidores que aderirem vão descontar a mensalidade diretamente da folha de pagamento. O titular terá desconto de 4% na remuneração bruta. Já por cada dependente (filhos de até 21 anos e cônjuges), o titular terá desconto de 1%.

 

Segundo calendário elaborado pelo governo, o processo de adesão ao plano de saúde será escalonado e voluntário. Começa a partir de 3 de novembro pelos servidores da Secretaria de Saúde; em 1 dezembro será aberto o cadastramento para Educação e, a partir de 4 janeiro, liberado para as demais pastas.

 

O presidente do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do DF (Inas-DF), Ney Ferraz Júnior, acredita que o convênio de saúde complementar será um sucesso. “Hoje, 70% dos servidores não possuem plano de saúde”, revelou. “Com esse plano, vamos ampliar o serviço de saúde, iremos gerar emprego e renda, além de valorizar os servidores”.