Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/06/13 às 19h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h06

Programa contra obesidade começa nova turma no Recanto das Emas

COMPARTILHAR

75 pacientes serão atendidos

Começa na próxima terça-feira (11) a segunda turma do Programa Obesidade Embora (Probem), no Centro de Saúde 2, quadra 102, do Recanto das Emas.

Desta vez, serão beneficiados 75 pacientes divididos em turmas de 25 pessoas com obesidade leve, grave e moderada. Cada paciente participa de um encontro mensal, sempre às terças-feiras, a partir das 14h.

Nesta terça-feira (11), estarão em tratamento os pacientes com obesidade leve. No dia (18) estarão reunidos os com obesidade moderada e finalmente, no dia 25, começa o tratamento dos pacientes com obesidade grave.

Mais do que a perda de peso, o Programa aposta na adoção de hábitos saudáveis, que acabam por se reverter numa melhor qualidade de vida. Com isso, muitas pessoas eliminaram os quilos a mais e ainda diminuíram as taxas de glicose e colesterol.

A redução da circunferência abdominal também é outro resultado obtido com a orientação dos profissionais que realizam o programa: a médica endocrinologista Raquel Bevilaqua, a nutricionista Clarissa Araújo Benício, o profissional de educação física Natal Silva, a técnica de enfermagem Maria da Luz Rodrigues e a Agente Comunitária de Saúde Hermelina Caxangá.

As reuniões constam de circuitos onde o paciente é avaliado passo a passo em cada grupo. A médica Raquel Bevilaqua observa as condições clínicas, pede e analisa exames. A nutricionista Clarissa elabora um plano alimentar, checa o tipo de alimentação do paciente, corrige o que está errado e reforça o que está certo. O profissional de educação física, Natal, monta um esquema individual de exercícios físicos, a técnica de enfermagem Maria da Luz e a agente comunitária Hermelina comandam a sessão de terapia comunitária.

Segundo Raquel Bevilaqua, idealizadora do Programa, a obesidade precisa de uma abordagem multiprofissional e o Probem oferece isso, ao invés de fórmulas milagrosas. “Muitas pessoas nos perguntam se utilizamos medicamentos, mas, na verdade, a prescrição medicamentosa somente deve ser usada quando não há outra saída para a perda de peso”, avaliou.

Arielce Haine