Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
16/11/18 às 12h26 - Atualizado em 16/11/18 às 12h29

Questionário ajuda mais de 140 pessoas a detectarem diabetes

COMPARTILHAR

As pessoas que passavam pelo Hran foram informadas sobre os fatores de risco do diabetes

 

Mais de 140 pessoas responderam ao questionário promovido pelo Centro Especializado em Diabetes, Obesidade e Hipertensão (Cedoh), na entrada do Hospital Regional da Asa Norte (Hran), em evento realizado no Dia Mundial do Diabetes, nesta quarta-feira (14). As perguntas tinham o objetivo de detectar, previamente, os fatores de risco para a doença e alertar a população.

 

“Quando as pessoas respondiam ao questionário e víamos que o fator de risco era alto, já fazíamos o pedido de exame de sangue e as encaminhávamos às UBSs para fazerem a consulta. Caso seja confirmado o diagnóstico lá, eles já devem fazer o tratamento com algum especialista”, explica a gerente do Cedoh, Eliziane Leite.

 

O questionário levou em consideração fatores de risco como: o histórico familiar de diabetes, sedentarismo, excesso de peso e hipertensão arterial. No caso das mulheres, se já tiveram diagnóstico de diabetes na gravidez ou se deram à luz a bebês com mais de quatro quilos, pois isso também é um indício da doença durante a gestação.

 

“Todos esses são sinais de alerta de que a pessoa pode desenvolver o diabetes em um futuro próximo. Por ser uma doença silenciosa e pouco sintomática, é fundamental a população ter um olhar mais cuidadoso sobre o assunto”, afirma a gerente.

 

DIABETES E FAMÍLIA – As campanhas do Dia Mundial do Diabetes são promovidas pelo Cedoh, todo ano, no Distrito Federal. O tema deste foi “Diabetes e Família”.

 

Segundo Eliziane Leite, a campanha de 2018 teve como meta chamar a atenção para dois aspectos essenciais. “Um deles foi para quem já tem o diagnóstico da doença, para a família colaborar e incentivar a pessoa a fazer o tratamento. O segundo foi alertar as pessoas que têm algum parente com a doença que elas têm mais risco de desenvolver o diabetes”, comenta.

 

DIA MUNDIAL – Desde 1991, o 14 de novembro é celebrado pela Federação Internacional de Diabetes (International Diabetes Federation) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como o Dia Mundial de Diabetes. O objetivo é alertar os cidadãos e os governantes para a problemática da doença.

 

A data foi escolhida por ser o aniversário de Frederick Banting, o médico canadense que, com o seu colega Charles Best, conduziu as experiências que levaram à descoberta da insulina, em 1921.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Foto: Divulgação/SES