Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
1/11/12 às 11h18 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Recanto das Emas ganha a primeira Clínica da Família

COMPARTILHAR

Saúde acerta os últimos detalhes para inaugurar mais uma Clínica da Família no DF

A Secretaria de Saúde – SES/DF acerta os últimos detalhes para a inauguração da primeira Clínica da Família do Recanto das Emas, marcada para o dia 22 de novembro, na quadra 104. Esta semana, a CEB está fazendo ligação da rede elétrica, enquanto os servidores que irão trabalhar na unidade aproveitam para cadastrar as cerca de seis mil famílias que serão atendidas pela unidade, por meio de sete equipes da estratégia saúde da família.

De acordo com o coordenador-geral de saúde do Recanto das Emas, Fábio Alauri Sabino, a Clínica da Família é mais um avanço obtido para a implantação da Estratégia Saúde da Família (ESF). “Saímos de um período de mais de 15 anos quando a cidade contava com apenas dois centros de saúde e estamos caminhando rapidamente para uma rede montada em diversos níveis assistenciais, com uma UPA e 23 equipes do Saúde da Família, de um total de 36 que estão previstas para atuarem no Recanto. Tanto que outras duas clínicas da família já estão a caminho”, revela.

A clínica que será inaugurada é responsável pelo atendimento dos moradores de 14 quadras: 103, 104, 105,106, 107, 108, 109, 110, 205, 206, 300, 301, 406 e 407. Em relação às duas clínicas citadas pelo coordenador Fábio, uma está em fase de terraplenagem, na quadra 110, onde serão acomodadas três equipes de profissionais, e a outra, já com a fundação concluída, funcionará na quadra 308, com cinco equipes.

“O grande diferencial do Saúde da Família é que é possível aumentar a oferta de serviços para toda a comunidade, desde o nascimento, passando pelo período gestacional e chegando até a velhice, com os mesmo profissionais, ou seja, o mesmo médico, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes comunitários atendem todo o núcleo familiar, o que gera um vínculo muito eficaz não somente em relação à saúde, como também social”, identifica Fábio.

Ao fazer o cadastramento dos moradores, os profissionais de saúde explicam qual o papel da Clínica da Família e quais serviços ela mesma poderá oferecer. Um folheto é entregue durante a visita inicial, feita casa a casa, explicando que a clínica proporciona um atendimento de qualidade e mais próximo do cidadão, o que contribui para a redução do fluxo de pacientes nas emergências dos hospitais, beneficiando quem realmente precisa de serviços dessa natureza.

Arielce Haine

Leia também...