Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/09/13 às 18h38 - Atualizado em 30/10/18 às 15h07

Vítimas de violência terão espaço para atendimento no Gama

COMPARTILHAR

São dois consultórios para atendimento

A Coordenação Geral de Saúde do Gama, inaugura segunda-feira (23), às 10h, a nova área destinada a atender pessoas em situação de violência, que conta agora com dois consultórios para acolhimento e atendimento, ludoteca, recepção e sala administrativa.

O coordenador Geral do Gama, Robson Umbelino de Brito, informa que a obra foi realizada de acordo com o contrato de manutenção predial da Secretaria de Saúde. O espaço físico foi readequado e ampliado, recebeu pintura nova passou por manutenção na parte hidráulica e elétrica.”Melhoramos a ambiência para o trabalho, os servidores têm condições de acolher de forma humanizada aos pacientes em situações delicadas como os usuários que buscam o atendimento do programa “, ele disse.

Para o enfermeiro e coordenador do Programa de Pesquisa, Assistência e Vigilância à Violência (Programa Gardênia) do Gama, Adair Fernandes, o novo espaço atende às necessidades dos profissionais. “Agora podemos ampliar o número de atendimentos e o serviço será mais resolutivo para os nossos pacientes”, avalia. Fernandes destaca que um dos benefícios para melhorar a qualidade do trabalho foi a criação da ludoteca, doada por uma instituição parceira. “A ludoteca está preparada para acolher crianças, adolescentes e grupos de mulheres, o ambiente é agradável, colorido, possui brinquedos e materiais pedagógicos e o espaço serve também para que os pacientes possam se expressar e contar suas vivências”.

O Programa Gardênia atende a qualquer pessoa em situação de violência que resida no Gama e Região Metropolitana do Distrito Federal. O serviço acolhe pessoas atendidas no HRG, centros de saúde, nas redes de apoio como conselhos tutelares, nos Centros de Referência Especializada em Assistência Social (CREAS) e CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), além das delegacias especializadas, Vara da Infância e Juventude, prestando assistência individual, familiar e em grupos às vítimas de violência sexual e psicológica às vítimas de negligências ocorridas nos ambientes domésticos e públicos, com a finalidade de prevenir e tratar os danos à saúde mental decorrentes das experiências de violência.

Conforme dados do Núcleo de Estudos e Programas para Acidentes e Violência da Secretaria de Saúde, o programa da Regional do Gama é quem mais notifica caso de violência na SES. De 2011 até o primeiro semestre de 2013, 1132 casos foram registrados junto ao Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). A equipe do Gardênia é composta por dois psicólogos, três enfermeiros, uma assistente social e três técnico de enfermagem que atendem de segunda as sexta-feira, das 7h às 19h, ao lado do pronto- socorro infantil do HRG.

Eliane Simeão