Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/01/15 às 13h15 - Atualizado em 30/10/18 às 15h11

Programa de combate à obesidade infantil no Recanto das Emas

COMPARTILHAR

Serão atendidas crianças de 2 a 12 anos 

BRASÍLIA (22/01/2015) – Depois do sucesso do Programa Obesidade Embora (PROBEM) para adultos, a Regional de Saúde do Recanto das Emas lança o mesmo programa para o público infantil. Em três anos de atividade, os pais que participaram da iniciativa pediram a ampliação do trabalho para os filhos. O primeiro grupo começará a funcionar em fevereiro, no Centro de Saúde nº 02 do Recanto das Emas, após a chegada de profissionais.

Ao todo, 120 crianças de 2 a 12 anos participarão do programa, divididas em quatro grupos, por faixa etária. Serão seis meses de tratamento e após esse período as crianças serão acompanhadas bimestralmente. Os participantes, escolhidos de acordo com o grau de obesidade e comprometimento de saúde, foram encaminhados pelo médico pediatra que identificou os casos. A equipe conta ainda com nutricionista e enfermeiro.

Natal da Silva, coordenador de Práticas Integrativas em Saúde e Doenças Não Transmissíveis, destacou que o trabalho a ser feito será diferenciado respeitando a faixa etária de cada grupo. Os encontros serão semanais com temas específicos. A nutricionista apresentará situações diárias, que fazem parte do cotidiano das crianças. Além disso, todas terão acompanhamento antropométrico.

“A obesidade é uma doença e contribui para o desenvolvimento de outras comorbidades. O sucesso do programa é devido aos resultados que os próprios pacientes apresentaram e o nível do seu comprometimento. Mas, com criança temos que trabalhar de forma lúdica e com atividades interativas para obtermos resultados. Além disso, alcançaremos os pais para que haja uma mudança de cultura na alimentação”, declarou.

As crianças de 2 a 5 anos serão atendidas em conjunto com os pais que receberão as orientações sobre cardápio e formação do paladar. De 6 a 8 anos, serão práticas recreativas que envolverão brincadeiras. Já os de 8 a 10 anos terão atenção voltada para o fator estético e circuitos com atividade física e exercícios funcionais.

O critério de escolha e encaminhamento é feito pelo médico pediatra a crianças com sobrepeso ou obesas. Os pais ou responsáveis que se interessarem pelo programa, poderá procurar sua unidade de Saúde para uma avaliação da criança. De posse do encaminhamento, é só levar na Sala da Criança do C.S nº 02 para que ela possa entrar na lista de espera para a próxima edição.