Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/10/17 às 20h21 - Atualizado em 30/10/18 às 15h18

Samu oferecerá treinamento em emergência pré-hospitalar à população

COMPARTILHAR

Capacitação será realizada na próxima segunda-feira (9)

BRASÍLIA (6/10/17) – Pessoas que tenham interesse em aprender sobre os procedimentos realizados em emergências pré-hospitalares poderão participar do treinamento oferecido todos os meses pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Neste mês, a capacitação ocorrerá na próxima segunda-feira (9), das 8h às 12 e das 14h às 18h, no Centro de Treinamento do Núcleo de Educação em Urgências (NEU) do Samu, localizado no Parque de Apoio da Secretaria de Saúde, no Setor de Indústria e Abastecimento.

Segundo o chefe do NEU, Tiago Vaz, o atendimento de emergência pré-hospitalar é aquele oferecido à vítima nos primeiros minutos após ter ocorrido o incidente que gerou o dano em sua saúde.

Em cada turma são oferecidas 40 vagas, disponíveis para a população em geral, além de instituições parceiras da pasta como o Metrô e os departamentos de Trânsito e o de Estradas e Rodagem, por meio do site de pré-inscrições. A carga do curso é de 8h presenciais. Os participantes receberão certificação em formato digital.

Os temas abordados na qualificação envolvem Noções de suporte básico de vida, Obstrução de via aérea por corpo estranho e manobras de desengasgo, Infarto; O que fazer em casos de queimaduras, afogamentos, acidentes e traumas, e Ferimentos e contenção de hemorragias. A metodologia de ensino é aplicada por meio de teoria e prática. Assim, o aluno terá a oportunidade de praticar e adquirir habilidades com materiais e manequins de simulação.

“Essa iniciativa tem o objetivo de capacitar a sociedade com conhecimentos e habilidades para reconhecer uma situação de emergência, acionar o Samu e realizar as ações recomendadas até que o socorro chegue ao local”, explica Tiago. Ele ainda acrescenta que as entidades de reconhecimento internacional ressaltam a importância de treinar as pessoas que não são profissionais de saúde para prepará-las em situações como parada cardíaca ou trauma grave.