Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/06/17 às 18h53 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Samu treina residentes de medicina para atender múltiplas vítimas

COMPARTILHAR

Parte prática do curso teve simulação com uso de maquete

BRASÍLIA (22/6/17) – Aproximadamente 100 residentes de medicina da Secretaria de Saúde e acadêmicos do curso participam, nessa sexta-feira (23), às 10h, de uma simulação realística de um incêndio no prédio da Câmara dos Deputados, que será esvaziado. A ação no prédio público é um treinamento adicional promovido pelo Samu em parceria com a Polícia Legislativa da Câmara dos Deputados, e apoio do Departamento de Estradas de Rodagem, do Detran e do Corpo de Bombeiros. 

O chefe do Núcleo de Educação e Pesquisa do Samu, Tiago Vaz, destacou que o conteúdo de atendimento de múltiplas vítimas não é ministrado na grade curricular das universidades. Por isso, é importante preparar esses profissionais de saúde. “Eles futuramente poderão compor equipes do Samu e do Corpo de Bombeiros. Além disso, poderão atender nas emergências controlando situações de caos gerados por catástrofes”, finalizou. Segundo Vaz, estudantes das universidades de Brasília e Católica, da Escola Superior em Ciências da Saúde e da faculdade Faciplac estão entre os participantes da atividade

O simulado será realizado no Anexo II, da Câmara dos Deputados, onde haverá cerca de 2 mil pessoas, segundo estimativa do Departamento de Polícia Legislativa Federal da CâmaraO Samu participará com cerca de 50 servidores, entre instrutores, profissionais, voluntários e acadêmicos das faculdades de saúde do DF. “Durante a atividade, a ideia é fazer um exercício para tomada de decisão com metodologia de problematização”, explicou o chefe do Núcleo de Educação e Pesquisa do Samu.

O treinamento contempla, ainda, 80 policiais legislativos federais e 20 bombeiros civis da instituição. Durante o exercício, que utilizará maquiadores para caracterizar as “vítimas”, deverão ser usados quatro motolâncias, duas ambulâncias, um veículos de intervenção rápida, um posto móvel de regulação e três carros operacionais – vans e furgão. As equipes atenderão as vítimas em estados de saúde diversificados, que vão desde simples mal súbito até casos mais graves como hemorragias e queimaduras severas.

PRÁTICA – Na quarta-feira (21), foi realizada a parte prática da capacitação promovida pelo Samu, em parceria  com o Conselho Regional de Medicina. Maquetes com cenários e miniaturas de bonecos que representavam as vítimas, profissionais de saúde, cones, viaturas e vias de tráfego fizeram parte da prestação de socorro fictícia“São oito horas de treinamento. A parte prática consistiu em apresentar o protocolo de atendimento do Samu em caso de desastres e ensinar conteúdos como triagem de adultos e pediátrica, bem como gerenciamento de uma cena”, disse.

 

Essa é a segunda capacitação de médicos residentes e acadêmicos. A primeira ocorreu em 2016, com 200 participantes.