Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
11/05/17 às 17h45 - Atualizado em 30/10/18 às 15h17

Saúde comemora Semana de Enfermagem

COMPARTILHAR

Programação contempla todas as regiões de saúde

BRASÍLIA (11/5/17) – Com uma força de trabalho composta por 4 mil enfermeiros e 15 mil técnicos de enfermagem, a Secretaria de Saúde comemora a 78º Semana Brasileira de Enfermagem, nesta quinta-feira (11), no auditório da Fepecs. Além de uma série de palestras para a categoria ao longo do dia, a pasta promoveu um café da manhã e apresentação de antigo uniforme utilizado por esses profissionais em época de guerra. Para iluminar o ambiente, era usada uma lamparinha a óleo, semelhante à famosa lâmpada de Aladim.

Ao todo, a Secretaria de Saúde conta com 29 gerências de enfermagem, sendo 16 em hospitais, sete em atenção primária e seis em Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). O secretário adjunto de Assistência, Daniel Seabra, defendeu a necessidade de estimular o papel dos enfermeiros como um dos atores principais em diversas áreas.

“Essa categoria desempenha um papel de coordenação e articulação essencial, especialmente na atenção primária. Precisamos avançar e ter o enfermeiro com maior protagonismo. Nas consultas, eles têm um olhar diferenciado em relação ao cuidado em saúde. Compartilhar essa percepção com o médico engrandece as possibilidades de melhor diagnóstico”, disse.

Segundo ele, a Secretaria de Saúde trabalha para implementar a mudança do modelo, hoje centrado no médico. “Buscamos um modelo voltado para o papel da equipe, que sem o enfermeiro não funciona”, complementou, ao citar que esse profissional pode acompanhar o pré-natal em consultas alternadas com o médico, além de fazer a prevenção à saúde da criança e de pessoas com doenças crônicas, como hipertensão e diabetes.

“A enfermagem é o coração da Saúde e compõe o grupo maior de cuidadores. No Distrito Federal, temos a enfermagem bem desenvolvida, que organiza, controla e supervisiona. O enfermeiro é uma peça fundamental. Sem o enfermeiro e sem o técnico, não é possível abrir um leito de UTI ou realizar uma cirurgia”, complementou a diretora de Enfermagem da Secretaria de Saúde, Josethe Rose Gonçalves.

EVENTO – A programação vai até o fim da tarde no auditório da Fepecs. Entre os assuntos das palestras, foram debatidas a captação de órgãos, segurança do paciente e os cuidados com os acidentes de trabalho provocados por materiais biológicos. Também estão na pauta a nova proposta de gestão do Hospital de Base e os protocolos de Atenção Primária em Saúde.

Confira a programação por regiões de saúde.

Veja fotos aqui.