Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
22/03/17 às 16h43 - Atualizado em 30/10/18 às 15h16

Saúde cria canais para tirar dúvidas e receber documentos para quitação das dívidas

COMPARTILHAR

Empresas precisam enviar informações se há ou não ação judicial relativa aos seus processos, entre outros documentos

BRASÍLIA (22/3/17) – No esforço para quitar todas as dívidas deixadas pelos governos anteriores, a Secretaria de Saúde criou dois canais para o recebimento dos documentos e para responder a eventuais dúvidas dos fornecedores.

Como anunciaram o governador Rodrigo Rollemberg e o secretário de Saúde, Humberto Fonseca, uma mudança no entendimento do Ministério da Saúde sobre a utilização dos recursos repassados do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo de Saúde do Distrito Federal permitirá que a saúde do DF disponha de R$ 365 milhões, recursos que possibilitarão a quitação de todas as dívidas herdadas dos governos anteriores. Uma força-tarefa composta por servidores da Secretaria de Saúde e da Controladoria do Distrito Federal trabalha agora na análise de todos os processos para efetuar os pagamentos.

As empresas com dívida com a Secretaria precisam encaminhar, entre outros documentos, o Contrato Social e declaração onde informam se têm ação judicial em trâmite ou transitada em julgado com relação aos seus processos compreendidos entre os anos de 2010 e 2016. Tal documento deve ser digitalizado em papel timbrado da empresa, contendo a indicação expressa de quem é o responsável pela informação e os números dos processos aos quais se referem o débito. Tal documentação deve ser enviada no prazo máximo de 48 horas.

Para facilitar os contatos com os fornecedores em dívida, foram criados dois endereços de e-mail. Para tirar dúvidas e buscar informações específicas sobre o seu processo, o fornecedor pode enviar mensagem para o e-mail fsdfdiex@gmail.com. Para o envio da documentação necessária, o e-mail a ser utilizado é pagamentodeasesdf@gmail.com.

Leia também:
Saúde vai zerar todas as dívidas deixadas pelos governos anteriores