Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/05/20 às 13h49 - Atualizado em 14/05/20 às 11h20

Saúde e Sedes planejam testagem para Covid-19 em população vulnerável

COMPARTILHAR

Público-alvo é formado por idosos, crianças, adolescentes e funcionários das casas de acolhimento

 

A partir desta quinta-feira (14), os testes rápidos para detectar a Covid-19 também serão aplicados nos usuários das 41 casas de acolhimento credenciadas pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes). O público-alvo é formado por mais de 2,4 mil pessoas, entre idosos, crianças e adolescentes em vulnerabilidade social, além dos funcionários das unidades e servidores dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras) do Distrito Federal.

 

O planejamento da ação foi definido, nesta segunda-feira (11), em reunião entre os gestores da Secretaria de Saúde e da Sedes. Na oportunidade, foram discutidos o cronograma das testagens e os locais escolhidos.

 

“O objetivo é fazer, nesse período de pandemia, uma triagem e testagem das mais de 2 mil pessoas que frequentam e trabalham nas casas de acolhimento. Como são atendidas pessoas em situação mais vulnerável, especialmente idosos, é importante saber que não está com coronavírus”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

 

De acordo com o secretário de Saúde, Francisco Araújo, também será avaliado o perfil epidemiológico desse público, para detectar a incidência da doença. “Queremos avaliar qual é o grau de contaminação entre eles. Fazendo um diagnóstico precoce, podemos iniciar o tratamento o quanto antes”, explicou.

 

LOCAIS – Os primeiros testes rápidos serão realizados nos idosos atendidos na Casa do Ceará, na Asa Norte; e na Associação São Vicente de Paulo de Belo Horizonte, em Taguatinga. Logo depois, estão na lista a Unidade de Acolhimento para Idosos (Unai) e a Unidade de Acolhimento para Mulheres (Unam).

 

Pelo cronograma, na sexta-feira (15) serão visitadas as Obras Assistenciais Bezerra de Menezes e a Casa do Candango, ambas em Sobradinho; e o Instituto de Integridade – Lar dos Velhinhos Maria Madalena, no Park Way.

 

A previsão é de que as testagens sejam realizadas nas 41 casas de acolhimento até 22 de maio. As equipes de saúde se deslocarão até às unidades para fazer os testes rápidos.

 

Texto: Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki, da Agência Saúde