Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
6/02/12 às 19h18 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Saúde faz campanha de prevenção a Aids no Carnaval

COMPARTILHAR

00011643

“Neste carnaval, seja qual for o seu parceiro, use sempre camisinha”. Este é o alerta que o Governo do Distrito Federal e a Secretaria de Saúde estão fazendo à população por meio de campanha publicitária que será veiculada até o dia 22 no rádio, busdoors, painéis em pontos de ônibus, folders, cartazes, leques e outras mídias.

Segundo o gerente de DST/Aids de Sercretaria de saúde, Luiz Fernando Marques, a campanha00011671 de incentivo ao uso do preservativo deste ano é focada no jovem. A ação inclui a distribuição de 400 mil camisinhas e de material educativo nas unidades de saude, organizações não governamentais,empresas e blocos de carnaval.

De acordo com o último boletim epidemiológico da SES/DF divulgado em outubro pela Gerência de DST/Aids e Hepatites Virais, os casos acumulados desde o início da epidemia, na década de 80, até outubro de 2010, são de 7.472 pessoas infectadas. A taxa de incidência da Aids (número de casos novos) manteve o índice de 13,6 casos por 100 mil habitantes, o mesmo registrado em 2008.

Os jovens com práticas homossexuais entre 15 a 24 anos são o principal foco da campanha do Ministério da Saúde para o Carnaval deste ano. Isso porque, de 1998 a 2010, o percentual de casos entre a população homossexual inserida nessa faixa etária subiu 10%, conforme boletim epidemiológico de 2011.

A campanha de prevenção do Ministério da Saúde também é focada nos jovens. O conceito da ação é “Na empolgação pode rolar de tudo. Só não rola sem camisinha. Tenha sempre a sua”, visando sensibilizar o público para reduzir vulnerabilidade.

Em todo o país, no ano passado, para cada 16 jovens com prática homossexuais portadores do vírus HIV, haviam dez na mesma situação com práticas heterossexuais. Em 1998, esse número era de 12 jovens para cada grupo de dez.

Segundo a Secretaria de Publicidade Institucional do GDF, a campanha no DF será veiculada em dois momentos: a partir do dia 7, antecipando o carnaval, com alertas para o uso responsável do preservativo, e a partir do final de maio, com a promoção do diagnóstico e a conscientização da necessidade da realização do teste.

O sexo sem preservativo continua sendo a mais importante forma de transmissão do HIV. Registrou-se o aumento do número de casos (tanto absoluto como percentual) na transmissão heterossexual e declínio dos casos provocados por uso de drogas injetáveis.

Entre pessoas do sexo masculino, observa-se uma estabilização na proporção de casos nas categorias homo e bissexual. A transmissão via sexual em mulheres vem representando quase a totalidade dos casos: 94,8%, em maiores de 13 anos.

Vale lembrar que o uso persistente da camisinha previne também contra a gravidez não desejada, contribuindo para a redução de Hepatites a Sífilis e outras formas de Doenças Sexualmente Transmissíveis.

Fotografia Gerson Lucas – SES/DF

Bloco da Saúde Mental no Carnaval 2012

Campanha de prevenção DST/Aids – Carnaval 2012

Entrevista dr Luiz Fernando Marques SES/DF

Carnaval, somadas às 1.400.000 unidades distribuídas mensalmente. A campanha educativa

Informações:

Gerência de DST/Aids e Hepatites Virias/DIVEP/SVS/SES.