Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/05/13 às 22h20 - Atualizado em 30/10/18 às 15h05

Saúde participa do projeto Caravana nas Cidades no Guará

COMPARTILHAR

O secretário de Saúde, Rafael Barbosa, participou nessa sexta-feira (24), do projeto “Caravana nas Cidades” no Guará para ouvir a população sobre as demandas da saúde na região. Participaram também a coordenadora-geral de Saúde (CGSGu), Marôa Santigo, servidores da Saúde e o Conselho de Saúde do Guará. O encontro do governador, Agnelo Queiroz, com as lideranças comunitárias e gestores começou com um almoço.

De acordo com o secretario de saúde, Rafael Barbosa, a saúde no Guará será favorecida com grandes mudanças. “Será construída a UPA no Setor de Transportes e Cargas, o Hospital de Geriatria, ao lado do Lar dos Velhinhos, e empenharemos R$ 100 milhões para a construção do novo Hospital Regional do Guará – área de 70 mil metros, já pertencentes a SESDF – além da construção da Academia de Saúde, prevista pelo Ministério da Saúde.

As reivindicações sobre a saúde foram levadas pelo Conselho de Saúde do Guará, que pediu a reforma do Centro de Saúde nº 02, vinculada à construção do CAPS-AD e ao Laboratório Regional, que atualmente ocupam o espaço físico destinado à Unidade Básica de Saúde. Foi solicitada também a reforma do pavimento térreo do Hospital Regional do Guará, na modalidade de Parceria Público Privado-PPP. Foi pedido também ao Administrador do Guará que fizesse o asfaltamento no estacionamento do Centro de Saúde nº 01.

Para Marôa Santiago, este é um momento muito especial para ouvir a voz da comunidade. “No dia-a-dia é impossível acompanhar e saber o que está acontecendo na cidade e quais são os seus principais problemas. Este projeto é de extrema importância porque dá a oportunidade de escutar o que a população precisa. Nós não estamos aqui apenas como expectadores, mas sim como gestores que somos e também pelo nosso Conselho de Saúde, do qual faço parte”, afirmou.

O Conselho de Saúde do Guará tem a participação e representatividade direta dos gestores (50%), trabalhadores (25%), ambos em saúde, e usuários (25%). Atua na discussão de assuntos de interesse da saúde da população. A conselheira Fátima Jacob, usuária do SUS, elogiou o trabalho da CGSGu e destacou conquistas como a contratação de profissionais de saúde, a criação da Sala Vermelha e a implantação do acolhimento com Classificação de Risco.

Agnelo ressaltou que estava num almoço de trabalho com os secretários, à disposição para qualquer assunto. “Nestes anos já fizemos muita coisa. Temos um caderno de realizações, mas muito ainda temos por fazer. Esse é um momento de balanço e ajuste do que já fizemos e iremos realizar ainda não só na área da Saúde, mas em todas as outras áreas como a Educação e Justiça. Estou aqui para ouvir vocês”, destacou. O Guará é a sexta região a ser contemplada. A Caravana já passou por Planaltina, Samambaia, Recanto das Emas, Vicente Pires e Sobradinho.

Érika Bragança