Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
17/05/19 às 15h47 - Atualizado em 17/05/19 às 17h35

Secretaria de Saúde nomeia 81 novos servidores

COMPARTILHAR

Quarenta e cinco deles são médicos, que vão para áreas como a Pediatria

 

Para reforçar o atendimento na rede pública de saúde, foram nomeados, nesta sexta-feira (17), 81 profissionais de diversas especialidades, sendo 45 deles médicos. O reforço de pessoal é mais uma das medidas do Governo do Distrito Federal para aumentar o quadro de servidores e garantir assistência de qualidade à população. As nomeações foram publicadas na página 19 do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) de hoje.

 

Entre os nomeados, a Pediatria foi a área mais priorizada, com 21 nomeações, devido à alta demanda por esta especialidade no período de sazonalidade dos vírus respiratórios, geralmente entre os meses de abril e junho. Outras duas áreas que receberam especial atenção foram os pronto-socorros, com dez emergencistas, e a anestesiologia, com dez médicos.

 

Farmacêuticos (4), técnicos em laboratório (6), enfermeiros (5) e outras categorias também foram contempladas. O Fundo de Saúde, área responsável pelo financeiro da pasta, receberá reforço de 19 técnicos em Contabilidade, que atuarão, dentre outras áreas, na contagem de aposentadoria e na Diretoria de Pagamento.

 

“A contratação de mais servidores é fundamental para reforçar o trabalho das equipes nas unidades de saúde pública. Ao mesmo tempo, estamos investindo na organização dos serviços e no redimensionamento de pessoal, de forma planejada, para que tenhamos um quadro real da necessidade de profissionais no sistema”, afirmou o secretário de Saúde, Osnei Okumoto.

 

De acordo com a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, essa nomeação é o pontapé inicial para a reorganização dos serviços. “Após isso, vamos contratando e convocando mais profissionais, de acordo com a disponibilidade financeira e orçamentária da SES”, comentou.

 

REALIDADE – Segundo a subsecretária, devido à suspensão feita pela Justiça do Distrito Federal nas contratações do concurso público de 2014, a Secretaria de Saúde conta apenas com o cadastro reserva do concurso de 2018 para chamar, que engloba médicos, farmacêuticos, entre outros profissionais.

 

“Por exemplo, técnico administrativo e de enfermagem são categorias que não temos mais no cadastro reserva. Então, teremos de fazer um novo concurso”, conta Silene Almeida.

 

Conforme a gestora, já está em trâmite na Saúde o processo para realizar um novo concurso público e, dessa forma, suprir as vagas do cadastro reserva de 2014 que foram suspensas. “Esse processo já tramita na Saúde para, então, encaminharmos à Secretaria de Fazenda”, ressaltou.

 

IGES – Enquanto isso, a Secretaria de Saúde aguarda a conclusão do processo seletivo do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF) para chamar novos profissionais de saúde para o hospital de Santa Maria e as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

 

“Estamos aguardando concluir a transição do Iges-DF na Santa Maria e nas UPAs, porque alguns servidores pedirão para retornar à Secretaria de Saúde. Quando recebermos eles, vamos poder distribuí-los na rede, de acordo com o nosso déficit real”, explicou a subsecretária de Gestão de Pessoas.

 

Fábio Magalhães e Leandro Cipriano, da Agência Saúde

Foto: Dênio Simões/Arquivo-Agência Brasília