Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
29/01/20 às 19h27 - Atualizado em 30/01/20 às 16h54

Secretaria oferece serviços de saúde para acolher a diversidade

COMPARTILHAR

Atividades serão realizadas para celebrar o Dia da Visibilidade Trans

 

Nesta quarta-feira (29), é celebrado o Dia Nacional da Visibilidade Trans. Para celebrar a data, o Ambulatório de Assistência Especializada às Pessoas Travestis e Transexuais da Secretaria de Saúde vai realizar atividades no calendário de visibilidade trans.  O Ambulatório oferece serviços multiprofissionais de atenção a identidade de gênero.

 

“A data celebra a importância da diversidade e respeito a todos. É uma oportunidade de incentivar as pessoas trans a buscarem os serviços de saúde públicos. Apesar de termos serviços específicos para essa população, elas têm o direito de serem atendidas em qualquer unidade de saúde, inclusive com o direito ao uso do nome social. O tratamento com equidade é fundamental”, destaca a psicóloga da Gerência de Atenção à Saúde de Populações em Situação Vulnerável e Programas Especiais, Christiane Viana Silva.

 

Além das atividades que serão realizadas de forma coletiva com os movimentos sociais e organismos internacionais, tais como audiências públicas e atos de rua, o ambulatório programou atividades para integrar a população trans, familiares e a comunidade, e contará com atividades como oficinas, palestras e cinema.

 

PROGRAMAÇÃO – Será realizada uma oficina de pintura em grafite, a partir das 9h do próximo sábado (1º). Durante a tarde, haverá um Acolhimento Afetivo para Familiares e Amigos de Pessoas Trans, em parceria com o grupo Mães pela Diversidade. Na quarta-feira (5), será um café da manhã e uma mesa de debates sobre os Cuidados em Saúde da População Transgênero. Em seguida, serão realizadas oficinas e uma tarde de cinema.

O Ambulatório Trans já atendeu cerca de 500 pacientes, desde sua criação em 2017, promovendo acesso à saúde de forma integral e humanizada.

 

“Para começar o acompanhamento, a pessoa passa por um grupo de entrada coordenado por profissionais da equipe, que escuta as demandas e expectativas de cada um e explica os princípios e o funcionamento do ambulatório. Após o grupo de entrada, há uma entrevista em profundidade e o agendamento com as diferentes especialidades conforme a necessidade de cada pessoa”, destaca a coordenadora do Ambulatório Trans, Leonor Delannoy.

 

O Ambulatório Trans fica no Hospital Dia na 508/509 Sul. O espaço é indicado para pessoas que tenham conflito de gênero e precisem fazer acompanhamento psicológico e psiquiátrico para entendimento do processo.

Para obter atendimento do ambulatório é preciso fazer o agendamento por telefone (2017-1145 ramal 7661) ou ir ao espaço, de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 14h às 16h. Os atendimentos são realizados através de consultas individuais ou de atendimentos em grupos psicoterapêuticos. O ambulatório também organiza grupos para familiares e amigos.

 

Além do Ambulatório Trans, a Secretaria realiza rodas de conversa e orientações com profissionais de saúde, usuários e movimentos sociais nas Unidades de Básicas de Saúde, e faz encaminhamentos de demandas específicas da população trans e travesti no âmbito da atenção primária.

 

Nivania Ramos, da Agência Saúde

Fotos Mariana Raphael/Arquivo SES