Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
26/09/13 às 15h38 - Atualizado em 30/10/18 às 15h08

Sensibilização do Ponto eletrônico foi tema de palestra em Samambaia

COMPARTILHAR

Servidores foram orientados sobre o funcionamento do novo controle de freqüência

Os servidores lotados na regional de Saúde de Samambaia participaram de palestra de “Sensibilização do Ponto Eletrônico”, que teve como objetivo explicar o funcionamento do novo sistema de registro de freqüência, em processo de instalação na regional.

“O ponto eletrônico proporcionará maior controle das horas trabalhadas, segurança nos registros, facilidade de acesso às informações, formação de banco de horas, além de ser uma ferramenta de gestão de pessoal e, principalmente, proporcionar isonomia no cumprimento da jornada”, informou o gerente de Monitoramento, Avaliação do Trabalho dos Profissionais da SES, Tiago Amaral.  

A palestra foi ministrada pela Comissão do Ponto Eletrônico da Secretaria de Saúde, e contou com a participação de diversos servidores das unidades de Samambaia, que tem hoje em torno de 1700 profissionais.

Há três semanas, os servidores realizaram o cadastramento da digital e de uma foto de rosto para confecção da nova identidade funcional (crachá) e, agora, puderam tirar dúvidas e receber orientações sobre os registros e visualização da freqüência pela internet.

Os testes no novo sistema de freqüência terão início em Samambaia a partir de novembro. O treinamento continuará em outubro para os gestores. No dia 1° de outubro, serão a vez do Núcleo de Pessoal e do Núcleo de Escalas e no dia oito, de todas as chefias da regional, que receberão os ensinamentos sobre a execução da ferramenta.

Cronograma do Ponto Eletrônico na rede

De acordo com a gerência de Monitoramento, Avaliação do Trabalho dos Profissionais da SES, cerca de 33 por cento dos servidores da pasta já fazem o registro na nova ferramenta eletrônica, o que corresponde a mais 11.500 profissionais.

O ponto está funcionando efetivamente na Administração Central, Hospital de Base (HBDF), Regional da Asa Norte, Regional Sul, Subsecretaria de Vigilância à Saúde (SVS) e Laboratório Central (Lacen). Operando em fase de testes, nas regionais do Guará, Núcleo Bandeirante, Candangolândia, Riacho Fundo e Instituto de Saúde Mental.

Ainda segundo a gerência, em outubro, o período de adaptação terá início para as regionais de Planaltina e Sobradinho; em novembro, para Samambaia, Taguatinga, Hospital São Vicente de Paulo e Recanto das Emas; dezembro para Brazlândia e Ceilândia; e, em janeiro, para as regionais do Gama, Santa Maria, Paranoá e São Sebastião.

 

Iêda Oliveira

Leia também...