Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
23/11/12 às 16h55 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Teatro da dengue reúne 100 crianças no CAIC Núcleo Bandeirante

COMPARTILHAR

Alerta para prevenção de doenças transmissíveis

A manhã desta sexta-feira (23) foi especial para cem crianças do 1º ao 4º ano do CAIC Núcleo Bandeirante. Sentados no pátio eles assistiram uma apresentação do grupo de Teatro Educação em Saúde da Secretaria de Saúde. Criado por servidores da Vigilância Epidemiológica, o grupo faz diversas apresentações ao longo do ano em escolas, empresas, sindicatos e clubes, sejam públicos ou privados, com objetivo de ensinar crianças e adultos a prevenir doenças transmissíveis.

“O nosso carro chefe é a dengue, mas a gente também fala sobre  temas como cuidados com o lixo, escorpiões e outras questões que dependem da realidade do momento”, explica o idealizador do projeto da CIA de Teatro, Roberto Bonfim Ramos. Segundo ele, a ideia surgiu após se verificar que já existia o trabalho de campo, casa a casa, mas que era necessário um enfoque que atingisse principalmente as crianças, que atuam como multiplicadores de informações dentro de casca.

O grupo é coordenado por Elisângela Lima e também conta com as participações de Célia Cunha, Ana Loeci e do músico Delmilson Santana, todos funcionários da Vigilância Epidemiológica da SES-DF ou do Ministério da Saúde.

Qualquer pessoa ou empresa pode solicitar, por telefone, uma apresentação para um grupo de pessoas da comunidade por meio do telefone 3343 8802. Foi o que fez a coordenadora de eventos da Diretoria Geral de Saúde do Núcleo Bandeirante, Elisa Santana, que também disponibilizou material da Secretaria de Saúde para todos os pequenos que assistiram a apresentação no CAIC.

Na peça apresentada nesta sexta-feira, foram abordadas a prevenção da dengue, raiva e leishmaniose. O mosquito Aedes, uma ratinha e um cão foram personagens que cativaram as crianças, que também torceram desde o início para a vitória do Agente de Vigilância Ambiental interpretado por Roberto Bonfim. No final, todos cantaram em coro paródias de músicas famosas com letras com foco na prevenção das doenças.

Arielce Haine