Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
7/06/17 às 13h18 - Atualizado em 17/07/19 às 15h18

UBS de Vicente Pires não vai fechar; ao contrário, vai ficar melhor

COMPARTILHAR

BRASÍLIA (7/6/17) – Há alguns meses circulou a falsa informação de que a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Vicente Pires ia fechar. Como se verificou rapidamente, não era verdade: a UBS seguiu funcionando e atendendo a população. Agora, o boato volta a circular. Atenção: continua sendo somente um boato. A Unidade Básica de Vicente Pires continua e continuará funcionando. Ela só está passando por uma mudança, que atinge todo o Distrito Federal e que se destina a melhorar o atendimento, que é a adoção da Estratégia Saúde da Família.

A Estratégia Saúde da Família consiste no seguinte: a população é dividida em grupos de, em média, 3.750 pessoas que passam a ser atendidas sempre pela mesma equipe, formada por um médico de família, um enfermeiro, auxiliares de enfermagem, agentes comunitários de saúde e equipe de saúde bucal. Esse grupo passa a conhecer detalhadamente a população que atende, seus problemas de saúde, suas condições de vida. Assim, tem maiores condições de manter a qualidade da saúde dessa população.

Na Ceilândia, por exemplo, a Unidade Básica de Saúde nº 9 já está atendendo integralmente a população dentro da Estratégia Saúde da Família. Lá, por causa dessa mudança, esta semana o horário de atendimento foi ampliado. Ela passou a atender todos os dias de 7h às 19h, e também aos sábados, de 7h às 12h. Ao contrário dos boatos, é esse o processo que acontece em Vicente Pires.

Especificamente sobre a Unidade Básica de Saúde de Vicente Pires, é preciso explicar que ela foi inaugurada na gestão anterior, no ano de 2014, sem nenhum planejamento, valor de locação acima da avaliação de mercado e sem dimensionamento de recursos humanos para funcionar. O contrato de locação venceu em fevereiro de 2015 e encontra-se sem cobertura contratual. Mesmo assim, os valores de uso do imóvel no ano de 2016 já foram pagos. Os valores relativos a 2015 se encontram no Fundo de Saúde para reconhecimento de dívida e já instrução de pagamento para os valores de 2017. Foi lançado edital no Diário Oficial do Distrito Federal para chamamento público de locação de imóvel, para regularizar a situação.

A UBS funcionava em modelo tradicional, embora tivesse três médicas de Família, que foram transferidas para Samambaia para assumir equipes de Saúde da Família para atender uma população de vulnerabilidade social.

Foi realizado estudo da população de Vicente Pires, levando à implantação de uma equipe de Saúde da Família na Vila São José, local com maior índice de vulnerabilidade social. Em parceria com a administração de Vicente Pires e de uma igreja local, está se preparando a adequação de um espaço físico para que em breve seja instalada a equipe, criando, assim, mais um ponto de atenção na cidade. Mas a equipe já atua na região realizando visitas e cadastramento da população local, com aproximadamente 3.970 pessoas cadastradas.

Na UBS de Vicente Pires, situada na Colônia Agrícola Samambaia, foi instituída uma equipe de transição para a Estratégia Saúde da Família. Ela é composta por três médicos que se encontram em treinamento para atuar nas equipes de saúde da Família. Antes do início desse processo, Vicente Pires tinha zero de cobertura da Saúde da Família. Hoje, já conta com 22%. Ainda há um caminho a percorrer para que ela atue integralmente na Estratégia Saúde da Família, como já acontece, com total aprovação da população, em outras localidades. Novos servidores, como enfermeiros e técnicos de enfermagem, estão sendo redimensionados para a Unidade, com vistas a compor as novas equipes.

De acordo com os registros estatísticos da unidade, a média mensal de atendimentos (médicos, enfermagem, especialistas e atendimento de farmácia, vacinas, coleta de exames e demais procedimentos) é de 9.300 atendimentos.

Atualmente, a unidade também oferece farmácia básica e de distribuição de psicotrópicos, farmácia clínica, residência em saúde coletiva, suplementação de Vitamina A, entre outras ações. Assim, fica claro que em nenhum momento houve a intenção de fechar a Unidade Básica de Saúde de Vicente Pires. Mas, ao contrário, melhorar seu atendimento na Estratégia Saúde da Família.

Todo esse processo está em curso em Brasília, de forma paulatina. Mas gera profunda reação e desconforto daqueles que lucram – econômica ou politicamente – com os eventuais problemas vividos na saúde pública. São pessoas preocupadas com seus interesses pessoais e corporativos. Por isso, é preciso muito cuidado com o que elas dizem.

Para conhecer melhor a profunda transformação que acontece na saúde pública de Brasília, leia também:

Conheça o projeto de mudança para Estratégia Saúde da Família
UBS 9 de Ceilândia amplia horário de atendimento e abrirá aos sábados