Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
5/12/19 às 11h28 - Atualizado em 5/12/19 às 13h30

Unidade de saúde do Paranoá Parque reúne grupo de terapia para confraternizar

COMPARTILHAR

Participantes se encontraram para celebrar a vida

 

Os profissionais do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Paranoá Parque reuniram os integrantes do grupo de terapia comunitária integrativa para um momento de confraternização. O encontro aconteceu nesta quarta-feira (4) na sede da UBS.

 

“Estão todos empenhados em fazer deste momento uma celebração da vida, das tantas histórias contadas, ouvidas, acolhidas e das dores curadas”, avalia a servidora do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (Nasf) da UBS, Dayana Trifoni.

 

De acordo com a servidora, o grupo é um espaço de celebração e também para falar sobre aquilo que tem tirado o sono da pessoa. “É através da fala que curamos as dores que, quando calados, se refletem no corpo, se materializando em dor de cabeça, gastrite, dores na coluna, sensação de caroço na garganta, entre outros sintomas”, descreve a profissional do Nasf.

 

A terapia em grupo, segundo Dayana, trabalha o senso comunitário e de pertencimento. Na UBS do Paranoá Parque, foi implementada tão logo a unidade foi inaugurada “e tem sido uma importante ferramenta de cuidado, de construção de vínculo e identidade”.

 

A integrante do Nasf justifica a existência do grupo: “Num território como o do Paranoá Parque, cujas habitações são recentes e formadas por famílias de diversos lugares, a oferta da terapia comunitária tem sido fundamental”.

 

Dayana conta que o grupo tem crescido dia a dia e, por iniciativa dos próprios usuários, foi criado um Whatsapp entre eles para estreitar os laços e melhorar a aproximação para além dos encontros semanais. Eles se reúnem todas as quartas-feiras, a partir das 14h30, na UBS do Paranoá Parque. E as atividades da terapia comunitária integrativa são abertas a todas pessoas da comunidade.

 

Da Agência Saúde

Fotos: Disley Neves/Saúde-DF