Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
12/04/21 às 17h24 - Atualizado em 13/04/21 às 15h57

Agendamento de vacina para profissionais da saúde dura menos de uma hora

COMPARTILHAR

4,5 mil profissionais realizaram o agendamento da vacina contra Covid-19

 

JURANA LOPES, DA AGÊNCIA SAÚDE-DF

 

O agendamento das 4,5 mil doses da vacina contra Covid-19 disponibilizadas para os profissionais de saúde que trabalham em consultórios, clínicas, laboratórios, farmácias, funerárias, Instituto Médico Legal (IML) e áreas afins foi disponibilizado nesta segunda-feira (12) e durou menos de uma hora até que todas as vagas fossem preenchidas.

“O agendamento acaba rápido porque o nosso site tem a capacidade de fazer até cem agendamentos por minuto, em 45 minutos, dependendo da quantidade de doses, o agendamento acaba”, explica a subsecretária de Planejamento em Saúde, Christiane Braga.

Profissionais de algumas áreas puderam agendar a primeira dose da vacina. Foto: Breno Esaki/Agência Saúde-DF

Quem fez o agendamento já está com uma das 4,5 mil doses garantidas. A abertura de outro agendamento para as categorias da saúde dependerá da chegada de mais vacinas, enviadas pelo Ministério da Saúde ao Distrito Federal. O agendamento desta remessa foi aberto somente para os profissionais das áreas de medicina, serviço social, biologia, profissionais do IML, enfermagem, técnicos de radiologia, trabalhadores de laboratórios, fiscais sanitários e acadêmicos (estudantes) que estejam fazendo estágio dentro de unidades hospitalares, lidando diretamente com pacientes.

 

Devido ao primeiro agendamento ter tido maior número de alcance em algumas categorias específicas, desta vez o agendamento ficou suspenso temporariamente para os profissionais de veterinária, fonoaudiologia, fisioterapia e terapia ocupacional, psicologia, odontologia, nutrição, educação física, farmácia, biomedicina e agentes funerários.

 

Na última reunião, ficou decidido que iriam agendar, nesta fase, para as categorias que não haviam atingido 30% de agendamento até o momento atual. Na próxima etapa serão agendadas todas as categorias.

Algumas categorias não tinham conseguido atingir nem 30% do público-alvo – Foto: Breno Esaki/Agência Brasília-DF
“Tinha categorias que estavam com 50% de seus profissionais vacinados. A enfermagem estava com 12%. Tivemos que corrigir essa diferença com a suspensão temporária do agendamento para o avanço de outras categorias”, explica. De acordo com Christiane a meta é tentar igualar a vacinação entre todas as categorias, por isso que desta vez foi realizado o bloqueio temporário das categorias que estavam mais adiantados. Ela acredita que na próxima remessa, o agendamento deverá ser aberto para todas as 14 categorias previstas. “Temos que fazer alguns filtros necessários em meio às categorias para garantir que todos sejam vacinados, pois a oferta de vacina ainda é muito pequena”, ressalta.
Acadêmicos

A vacinação será liberada para todos os estudantes da área da saúde que estão em campo, fazendo estágio dentro de hospitais, lidando diretamente com pacientes. A lista de estudantes é repassada de acordo com o semestre e grade curricular do aluno, se já está na fase de estágio. A lista com o CPF dos alunos que devem ser vacinados é repassada pela instituição de ensino.

 

Quando o CPF não consta na base de dados, a pessoa precisa ir até o conselho de sua categoria ou até sua instituição de ensino para verificar sua condição, para eles enviarem à Secretaria de Saúde.

 

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: