Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/05/15 às 18h13 - Atualizado em 30/10/18 às 15h12

Campanha de vacinação contra gripe vai até 22 de maio

COMPARTILHAR

Meta é imunizar pelo menos 80% do público alvo

BRASÍLIA (4/5/15) – Começa nesta segunda-feira (4) e vai até 22 de maio a Campanha de Vacinação contra a gripe. A meta da Secretaria de Saúde é imunizar pelo menos 80% do público alvo. No ano passado, o DF vacinou 92,3 % da população.

“A gripe é uma doença que pode levar a graves complicações, inclusive com risco de morte, sobretudo em grupos de pessoas que são alvo desta campanha”, observa o secretário de Saúde, João Batista de Sousa. Deverão ser imunizados idosos, trabalhadores da área de saúde, povos indígenas, crianças entre 6 meses e 5 anos, gestantes, mulheres com até 45 dias pós parto, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, presos e funcionários do sistema prisional. O público alvo representa cerca de 600 mil pessoas no DF.

A mobilização nacional contra a doença será no próximo sábado (9). “As pessoas devem ficar atentas a essa data e ir aos postos onde estará sendo realizada a mobilização. Ao todo, serão 153 postos atendendo a população, das 8h às 17h”, ressalta João Batista. Nos dias úteis, todas as salas de vacinação estarão abertas para a imunização em todas as regionais de saúde.

Segundo a diretora de Vigilância Epidemiológica e Imunização, Cristina Segatto, a Secretaria de Saúde já recebeu 30% das doses de vacina, o suficiente para este primeiro momento da campanha. “O Ministério da Saúde vai entregando as doses de acordo com o agendamento nos Estados”, explica.

Ela diz que nas regionais onde não há posto de vacinação, haverá atendimento por agendamento. Moradores de asilos e outras instituições para idosos serão atendidos nas unidades por servidores das regionais de saúde, seguindo calendários. Para sanar outras dúvidas e para agendar atendimento de acamados, o usuário do sistema pode usar o Disque Saúde 160.

CONTRA-INDICAÇÕES – A campanha de vacinação ocorre em um período onde há maior facilidade para transmissão do vírus. Por isso, quanto antes o público alvo procurar a imunização, melhor.

Porém, algumas pessoas não podem tomar a vacina sem passar, antes, por uma orientação médica. “Pessoas que tenham alergia severa a ovo, aquelas que tenham doença neurológica ativa e quem já teve alguma reação alérgica anteriormente ao tomar a vacina não poderão ser imunizadas”, diz Segatto, lembrando também que quem não está no público-alvo também não poderá ser vacinado.

HISTÓRICO – A campanha anual, realizada desde 1999, entre os meses de abril e maio, vem contribuindo ao longo dos anos para a prevenção da gripe nos grupos vacinados, além de apresentar impacto na redução das internações hospitalares, gastos com medicamentos para tratamento de infecções secundárias e mortes evitáveis.

A OMS estima que cerca de 1,2 bilhões de pessoas apresentam risco elevado para complicações da influenza. Alguns estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 32% a 45% o número de hospitalizações por pneumonias, e de 39% a 75% a mortalidade global.