Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
20/05/19 às 15h30 - Atualizado em 20/05/19 às 15h31

Cedoh capacita profissionais de outros estados em cuidados das doenças crônicas

COMPARTILHAR

Iniciativa é uma parceria entre a Secretária da Saúde do DF e o Conass

 

Profissionais de saúde do Maranhão e de Rondônia participaram, nesta segunda-feira (20), da primeira turma de capacitação em cuidados das doenças crônicas, oferecido pelo Centro Especializado em Diabetes, Obesidade e Hipertensão (Cedoh). A iniciativa é uma parceria entre a Secretaria de Saúde do Distrito Federal e o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

 

Até 24 de maio, a turma formada por enfermeiras, psicólogas, médica e nutricionista participarão de aulas teóricas e práticas com os profissionais do centro. A metodologia é baseada em discussão de casos clínicos em rodas de conversa, problematização, desenvolvimento de habilidades e acompanhamento de atendimentos multiprofissionais realizados no local.

 

“A proposta é conhecerem o centro especializado e os outros serviços da Secretaria de Saúde que fazem atendimento a diabéticos. É uma troca de experiências. Estamos compartilhando com elas a nossa e ouvindo delas as vivências e dificuldades que têm”, explicou a gerente do Cedoh, Alexandra Rubim.

 

Além do centro especializado, as profissionais também vão visitar e acompanhar os atendimentos feitos no Ambulatório do Pé Diabético do Hospital Regional de Taguatinga (HRT) – referência nacional nesse tipo de tratamento –, e no Laboratório de Diabéticas Gestacionais no Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib). “Mas a base delas é o Cedoh”, pontuou a gerente.

 

EXPERIÊNCIA – Uma das profissionais de saúde que está no curso é a médica de família e comunidade Evelynne Ferreira, 31 anos. Vinda do município de Porto Velho (RO), ela espera aprender novas formas de acompanhar e tratar os pacientes diabéticos, hipertensos e obesos.

 

“Aqui, vamos ter a capacitação e saber mais sobre como cuidar e como tratar. Além da forma medicamentosa, podemos ver outras maneiras de acompanhar o paciente, a questão de trabalhar em grupo com eles, fora o tratamento das diabéticas gestantes, com novas técnicas que existem aqui”, afirmou a médica.

 

CRONOGRAMA – Mais três outras turmas serão formadas para a capacitação no Cedoh, nos meses de agosto, setembro e outubro. A previsão é de que sejam disponibilizadas 15 vagas para cada turma. A proposta é de que os profissionais de saúde sejam servidores de diversos municípios e estados brasileiros, identificados pelo Conass.

 

Leandro Cipriano, da Agência Saúde
Fotos: Breno Esaki/Saúde-DF