Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
24/10/12 às 21h17 - Atualizado em 30/10/18 às 14h57

Centro de Saúde da 905 Norte é referência no tratamento de DST/AIDS

O Centro de Saúde Nº 11, localizado nas entrequadras 905/906 Norte, desenvolve o Programa de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (DST/AIDS) com uma equipe multidisciplinar composta de médico infectologista, ginecologista, pediatra, sanitarista, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, psicólogo, assistente social e odontólogo. Os especialistas atendem de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 13h às 18h.

O portador do vírus HIV positivo que procurar o centro para confirmação da doença é acolhido primeiramente pela equipe de enfermagem. Durante a entrevista o paciente é orientado, informado e aconselhado sobre o tratamento.

Segundo o infectologista do CSB Nº 11, Orlando Magno Pinto, casos de contaminação por HIV ocorrem com mais frequência entre jovens com menos de 24 anos e na terceira idade. Para o infectologista, o prognóstico na adolescência conduz a muitas dificuldades de lidar com a doença devido a fatores como: baixo nível de escolaridade, difícil acesso aos serviços especializados, situação socioeconômica baixa e dependência química, que associados trazem insegurança, rejeição e medo. As co-infecções como tuberculose e a hepatite C também são fatores que agravam o diagnóstico.

No Centro de Saúde a equipe multidisciplinar reúne-se quinzenalmente para discutir as formas de tratamento. “Hoje o paciente soropositivo tem uma vida mais confortável. Com o aumento do arsenal terapêutico é possível individualizar o tratamento, aumentar a adesão à terapia antirretroviral e reduzir as mortes”, relata Orlando Magno”.

O infectologista destaca ainda, que os avanços tecnológicos para o diagnóstico precoce com aumento das medicações usadas no tratamento e a absoluta necessidade da mudança de hábitos de vida trazem ao paciente soropositivo plenas condições de uma vida saudável com horizonte ilimitado.

Júlio Duarte

.